quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Momento lírico 341

                                  SUSPIROS    (Karl Fern) 

Olvidei o mote dos poemas
Sonhos desfilam sem temas
Nem avoco deslindar meus ais
Não há romance na luz do luar
Estrelas não cintilam pelo ar
De saudades não suspiro mais.
        Mas ainda recordo teu rosto
        Que acariciava com tanto gosto
        Fitando teu sorriso me encantar
        Teus olhos pareciam diamantes
        Teus lábios eram embriagantes
        Lembranças eternas a divagar.
No calor dos carinhosos abraços
Como suspenso por meigos laços
Tu eras minha terra e meu mar
Se todavia teu amor não é meu
Mas por tudo que me pertenceu
                                                                        Jamais vou abster-me de te amar!