segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Ambiente trágico!

Turistas escapam por pouco após 'buraco' engolir praia na Austrália
É a segunda vez que cratera do tipo se abre no mesmo local em quatro anos.
Turistas que acampavam na praia de Rainbow Beach, no Estado australiano de Queensland, foram pegos de surpresa quando um imenso buraco se abriu no meio da noite. Ninguém ficou ferido. O buraco engoliu uma van, um carro e barracas. Veja o vídeo. Segundo a imprensa local, é a segunda vez que um buraco do tipo se abre no mesmo local em quatro anos. Guardas alertaram as pessoas que não se aproximem da área caso o buraco se expanda.
Fonte G1 - Fotos: BBC

domingo, 27 de setembro de 2015

Momento lírico 398

HÁ DOIS ANOS ATRÁS
(Karl Fern)

Um 30 de setembro doído
Aniversário que nunca quis
Sangram-me lágrimas febris
E em cada seu filho querido
Persiste um coração partido
Tatuado de maligna cicatriz.

Relembro os sinos da matriz
Tocando triste chamamento
Entoando seu sepultamento
Repicando no funeral infeliz
E coroas de flores primaveris
Adornando aflitivo momento.

Espólio cabal do sofrimento
Esquife da madre redentora
Que numa gaveta expiadora
Em um cemitério poeirento
Reteve com tijolo e cimento
O corpo na urna aterradora.

Para os filhos foi professora
Fruía sorrisos com confiança
Sempre fértil de esperança
Estoica guerreira e lutadora
Na vida foi fiel e sonhadora
Na morte eterna lembrança.

Hoje até onde vista alcança
Observando estrelas no céu
Pensamentos vagam ao léu
Com imaginação de criança
Ouso ver su’alma que dança
Por dentro d’um divino véu!

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Florestas europeias já não antecipam primavera

O aumento de temperatura devido à mudança climática causou um avanço no broto das plantas, muito positivo para que estas fixassem mais carbono, no entanto, uma equipe de cientistas acaba de descobrir que esta tendência tem diminuído, segundo um artigo publicado nesta quarta-feira pela revista “Nature”.
O estudo, que utilizou como referência dados das florestas europeias nos últimos 30 anos, constata que, apesar do aquecimento persistir, as florestas da região já não antecipam tanto a primavera como faziam nos anos 80. Até agora, a maioria das teorias científicas apontava que o adiantamento da primavera provocado pela mudança climática estava fazendo as árvores brotarem antecipadamente.
A magnitude de referência desde 1980 é que por cada grau a mais no aumento de temperatura, a saída das folhas eram antecipada em 4 dias, o que supunha um alongamento do período de fixação do carbono e portanto se limitava ao efeito estufa produzido pelos humanos. Essa magnitude foi a utilizada como referência nos modelos climáticos que calculam a acumulação de dióxido de carbono na atmosfera.
No entanto, o que os pesquisadores comprovaram é que o avanço na chegada da primavera foi freado pela menor acumulação de frio no inverno, ou dito de outro modo: pelos períodos invernais mais cálidos que também estão intensificando a mudança climática, ou seja, como não se acumula suficiente frio no inverno, as plantas necessitam de muito mais calor para brotar na primavera.
Portanto, a menor sensibilidade da saída dos folhas ao aquecimento progressivo preocupa os pesquisadores porque reduz o potencial das florestas de acumular mais carbono.

Fonte: Revista Eletrônica AMBIENTE BRASIL (via newsletter)

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Capitalismo é isso: aumento de um remédio em 5000%!

É justo uma empresa subir preço de um remédio em 5000%? Seu presidente defende que sim!
A farmacêutica Turing diz ter aumentado o preço do Daraprim, usado contra toxoplasmose, para torná-lo lucrativo! Medida gerou protestos de órgãos de saúde nos EUA e levantou debate sobre como valores são estipulados no país. A droga é usada em tratamentos contra toxoplasmose, doença infecciosa causada por um protozoário encontrado nas fezes de felinos e que afeta pessoas que estão com seu sistema imunológico comprometido (por exemplo, por culpa da Aids ou de alguns tipos de câncer). É uma doença rara, porém potencialmente fatal.
Martin Shkreli, presidente da Turing, uma farmacêutica americana, acredita que é justo: “Precisamos ter lucro com essa droga. Antes de nós, as empresas estavam praticamente dando-a de graça”!. Ele está no centro da controvérsia após uma reportagem do jornal "The New York Times" revelar o aumento do preço dessa magnitude para uma dose de Daraprim.
O comprimido do Daraprim passou de US$ 13,50 (R$ 54) para US$ 750 (R$ 3 mil) após a Turing comprar, em agosto passado, os direitos para fabricar o medicamento, que está há 62 anos no mercado. O comprimido custa cerca de US$ 1 para ser produzido.
O executivo afirma que essa prática é comum na indústria: "Hoje em dia, medicamentos modernos, como drogas para câncer, podem custar US$ 100 mil ou mais. O Daraprim ainda está mais barato em relação a esses medicamentos."
A Sociedade para Doenças Infecciosas dos EUA, a Associação de Medicamentos para HIV (HMA, na sigla em inglês) e outros órgãos da área de saúde dos Estados Unidos publicaram uma carta aberta para a Turning, demandando que a empresa reconsidere o aumento.
Na Bolsa de Nova York, as ações de empresas de biotecnologia caíram na segunda-feira após Hillary Clinton, pré-candidata à Presidência pelo Partido Democrata, dizer que o aumento é "revoltante". Caso seja eleita, Clinton prometeu tomar medidas contra empresas que elevem demais os preços de medicamentos especializados, como é o caso do Daraprim.
Fonte: G1

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Momento lírico 396

Clique sobre a figura para ampliar!


sábado, 19 de setembro de 2015

Momento lírico 395

Clique na figura para ler melhor!

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Brasil, o 56º para idosos entre 96 países

O Brasil está em 56º lugar no ranking dos melhores países no mundo para os idosos viverem. O dado é do levantamento anual Global AgeWatch Index 2015, feito pela organização HelpAge International em parceria com a Universidade de Southampton, nos Estados Unidos. Segundo o estudo, o melhor país no mundo para os idosos é a Suíça, seguido pela Noruega, Suécia e Canadá. Já o pior país do mundo para os idosos viverem é o Afeganistão.
O estudo avaliou o bem-estar social e econômico dos idosos em 96 países, levando em conta critérios como renda, saúde, educação, emprego e ambiente favorável. No ano passado, o Brasil tinha ficado em 58º lugar.
O setor em que o Brasil foi melhor avaliado foi o da garantia de renda entre os idosos: 81,9% dos 23,5 milhões de idosos no Brasil recebem pensão ou outra forma de assistência social, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nesse quesito, o Brasil ficou em 13º entre os 96 países avaliados pela pesquisa.
Por outro lado, ao avaliar se o país tem um ambiente favorável para os idosos, o estudo colocou o Brasil em 87º lugar no ranking. Um dos fatores que levou o país a ser mal avaliado nesse aspecto foi o número de denúncias sobre abuso de idosos, que chegou a 21.178 em 2014 segundo a Secretaria de Direitos Humanos do país.
Quanto à educação dos idosos, o Brasil ficou em 58º lugar: em 2009, os idosos tinham uma média de 3,4 anos de estudo e havia 1,5 milhão de idosos analfabetos, segundo uma pesquisa do IBGE.
Entre os países da América Latina, o Brasil está atrás do Panamá (20º), Chile (21º), Uruguai (27º), Costa Rica (28º), Argentina (31º), México (33º), Colômbia (36º), Equador (44º), Peru (48º), El Salvador (54º) e Bolívia (55º).
O Japão é o país onde os idosos de 60 anos têm a maior expectativa de vida. Ao chegarem aos 60 anos de idade, os japoneses ainda têm, em média, mais 26 anos de vida pela frente. No Brasil, idosos têm mais 21 anos de vida em média quando chegam aos 60. Esta também é a média mundial.
(Fonte: G1)

Momento lírico 394

Lembre-se: Clique na figura para ampliar e ler melhor!

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Cigarros X Adubos ecológicos

Um projeto desenvolvido no município de Cristalina, no Entorno do Distrito Federal, transforma cigarros irregulares apreendidos nas rodovias federais em adubos ecológicos para plantas. Desde 2011, quando os trabalhos foram iniciados, mais de 25 toneladas do produto já viraram fertilizantes.
Constantemente a Receita Federal tem desenvolvido operações, principalmente nas fronteiras e no interior do Brasil, com o objetivo de coibir a circulação dessas mercadorias ilegais que vêm de outros países, principalmente cigarros. O projeto de reciclagem dos cigarros é uma parceria entre a Receita Federal e a Prefeitura de Cristalina.
Em um terreno, as caixas são trituradas e misturadas a esterco de gado. O material começa a fermentar com 20 dias. Ele fica em altas temperaturas e o plástico começa a derreter. Aguando e mexendo ele até que ele se torne em um composto viável para o uso em plantas e plantações. Essa mistura leva aproximadamente 90 dias para ficar pronta para uso.
Após o período de preparação, o resultado é um adubo ecológico, que pode ser usado como fertilizante de mudas nativas, hortas, plantio de árvores e ajuda até a recuperação de áreas degradadas. Sendo assim, o projeto encaminha o material para plantações de escolas do município, casas de apoio e até de hospitais.  Ele ajuda a proteger a planta de pragas e não é preciso o uso de muitos defensivos agrícolas
(Fonte: G1)

Produto das carcaças do pirarucu contra intolerância à lactose

Descartadas após a retirada dos filés do peixe, carcaças do pirarucu podem virar matéria-prima para a indústria alimentícia. Cientistas brasileiros criaram uma maneira de transformar os restos de carne em uma substância líquida chamada "hidrolisado proteico de pirarucu", capaz de enriquecer alimentos com baixo teor de proteína, como pães, cereais e biscoitos. O líquido também pode ser usado em alimentos para pessoas que não digerem a proteína do leite.
A técnica consiste em transformar esses restos de carne com o uso de enzimas, que geram reações químicas e resultam em um líquido com mais de 70% de proteína. A tecnologia é resultado de parceria entre o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) com a Universidade Federal do Amazonas e já está disponível para a produção e comercialização. O pedido de patente já foi feito ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial.
Quando a manta do pirarucu é retirada para a venda, sobra grande quantidade de carne presa aos ossos que é jogada fora. Em um pirarucu de tamanho médio, com cerca de 60 quilos, sobram mais ou menos 3 quilos de carne, não dá para desperdiçar isso. A comercialização do animal tem crescido muito desde o início do manejo da espécie na Amazônia.
O pescado é uma fonte saudável de proteínas, lipídios, vitaminas A, D e do Complexo B e minerais como cálcio, fósforo, ferro, cobre e selênio. É possível retirar o odor de peixe do hidrolisado, que não altera o sabor dos alimentos e pode entrar como ingrediente em diversas formulações. Também é possível fazer o hidrolisado com outros peixes para aproveitar esses nutrientes, mas para isso são necessários novos estudos, pois cada espécie precisa de uma enzima específica.

 (Fonte: Terra)

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Momento lírico 392

QUE VENHAM OS POETAS
(Karl Fern)

Poetas são espíritos vivos
Índoles deveras diferentes
Bailam líricas suas mentes
Adindo impulsos emotivos
Rudes caprichos sensitivos
Entre poemas e repentes.

Viva denguice consciente
Navega lídima imaginação
Urde versos com emoção
Pra cada detalhe corrente
Numa fantasia envolvente
Verte lirismo em devoção.

No encanto de sua criação
Até escuridão infere cores
Mesmo na frágua das dores
Remete íntima consolação
Mitiga  sáfaras  do coração
Parecendo tudo ser flores.

Assim, minando dissabores
Pela humanidade inquieta
Povoa esta figura concreta
Essência de nédios odores
Relicário de santos amores
Carecemos ter mais poetas!


quarta-feira, 9 de setembro de 2015

El Niño: auge em fevereiro de 2016

Peru pode ser país mais afetado no mundo pelo fenômeno El Niño e o governo se prepara para enfrentar um cenário complicado. A corrente do El Niño produz uma elevação das temperaturas do Pacífico equatorial e pode causar fortes chuvas em algumas partes do mundo e secas em outras. No Peru a previsão é de que aconteça as duas coisas, com fortes chuvas no norte e seca no sul andino, complicando a produção agrícola no país.
O governo peruano investirá neste ano cerca de 500 milhões de dólares em prevenção, e já dispôs de um fundo de 900 milhões de dólares para 2016. Além disso, conta com uma linha de crédito de 400 milhões de dólares para enfrentar os efeitos nas áreas de saúde, agricultura e moradias. O El Niño deve ganhar força em dezembro e no Peru espera-se que alcance seu nível mais intenso em fevereiro, diluindo-se até abril ou maio.
Estamos ferrados! Ano que vem é seco novamente no Nordeste brasileiro caso isto se confirme!!
 (Fonte: G1)


Momento lírico 391

AYLAN-KURDI,
A criança mártir
(Karl Fern)

Da inocência fausta de viver
A imobilidade fria da morte
Seria apenas drama da sorte
De vir no seu mundo nascer?
Ou seria um imoral padecer
Sob ganância do mais forte?

Custa-me atinar ter suporte
Pra no homem poder brotar
Tendente maldade para odiar
 Deixar semelhante sem norte
Mesmo que não haja suporte
Pra sua ganância importunar!

Lágrimas não consigo refrear
Saber que o inditoso menino
Vivaz com seu olhar cristalino
Seria tragado pelo bruto mar
Jornada que iria se consumar
Num penoso e cruel destino.

Com linda roupa o pequenino
Tênis novos postos com meias
 Feliz saindo para terras alheias
Parecia até um passeio divino
Inocência de garoto traquino
Felicidade correndo nas veias.

Será que passando nas aldeias
Sentiu algum frio no coração?
Mas confiando em pais e irmão
Animado observou as correias
Prendendo em paus nas areias
A frágil e flutuante embarcação.

Por que tanta gente ali então?
Via tantas pessoas para passear
Não havia espaços para brincar
Da mãe segurou firme sua mão
Só ela podia lhe ditar proteção
Na vastidão do assustador mar.

Num instante tudo viria findar
Veio um solavanco endiabrado
O corpinho voou arremessado
Para onde não poderia flutuar
Indefeso principiou a se afogar
Sem por ninguém ser ajudado.

Faltando fôlego e desesperado
Tempo em sua volta escureceu
Universo brilhante despareceu
Não tinha passeio a ser levado
Pela agonia final foi dominado
E naquele instante ele morreu.

No mar de águas onde pereceu
O corpo inerte seguiu arrastado
Até que na praia foi depositado
E quando um soldado apareceu
Comovido seu esquife recolheu
Como se pudesse ser acordado.

 Nos braços seu macabro achado
Mundo inteiro clamou atenção
A desumanidade de uma nação
Onde o seu povo desesperado
Sai da guerra pra qualquer lado
Em busca de dubitável salvação!

Pior, em nome de uma religião
 Cometem-se loucas atrocidades
 Outras nações por comodidades
Nunca dirigiram devida atenção
Deste mártir ecoa triste oração
Pedindo sopros de humanidade.
 
AYLAN-KURDI
Nós não temos certeza, mas tomara que o verdadeiro, celestial e piedoso Alá o tenha usado para fazer com que o sofrimento de todos os envolvidos neste conflito desumano sejam olhados de uma forma diferente e benéfica a partir de agora! Assim seu sacrifício não terá sido em vão!
(Karl Fern)

terça-feira, 8 de setembro de 2015

sábado, 5 de setembro de 2015

Teste para detectar Alzheimer em 5 minutos (II)

O teste é de autoria de James E Galvin e New York University Langone Medical Center!
PERGUNTAS E PONTUAÇÕES DO SISTEMA RÁPIDO DE AVALIAÇÃO DA DEMÊNCIA:
O teste avalia mudanças nas habilidades cognitivas e funcionais do paciente. Você deve comparar o paciente agora com como ele costumava ser - a questão central é a mudança. Em cada categoria, escolha a frase que melhor descreve o paciente e anote quantos pontos ela vale. Some os pontos de cada questão e veja, ao final do teste, o que essa pontuação significa.
Nem todas as características precisam estar presentes para que a resposta seja escolhida.
MEMÓRIA
0 ponto - Não há perda de memória óbvia. Esquecimentos irregulares que não interferem com as atividades diárias
0,5 ponto - Esquecimento leve e regular ou parcial de eventos, que pode interferir com atividades diárias; repete perguntas e frases, coloca objetos em lugares incomuns; esquece compromissos
1 ponto - Perda de memória leve a moderada, mais perceptível quando se trata de eventos recentes; interfere com as atividades diárias
2 pontos - Perda de memória moderada a severa; novas informações são rapidamente esquecidas; só lembra de informações aprendidas com muito esforço
3 pontos - Perda de memória severa; quase impossível recordar novas informações; memória de longo prazo pode estar afetada
ORIENTAÇÃO
0 - Plenamente orientado quanto a pessoas, espaço e tempo praticamente sempre
0,5 - Leve dificuldade em manter controle do tempo; pode esquecer datas com mais frequência do que no passado
1 - Dificuldade leve a moderada em acompanhar o tempo e sequências de eventos; esquece o mês do ano; orientado em locais familiares, mas fica confuso fora de espaços conhecidos; perde-se e fica vagando
2 - Dificuldade moderada a severa; geralmente desorientado quanto a tempo e espaço (familiar ou não); frequentemente tem dificuldade em lembrar do passado
3 - Orientado apenas quanto ao próprio nome, ainda que possa reconhecer parentes
TOMADA DE DECISÕES E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS
0 - Resolve problemas cotidianos sem dificuldades; lida bem com questões pessoais e financeiras; habilidades de tomada de decisões consistentes com seu histórico
0,5 - Leve debilidade (ou maior demora) na resolução de problemas; dificuldade com conceitos abstratos; decisões ainda coerentes
1 - Dificuldades moderadas em lidar com problemas e tomar decisões; delega muitas decisões a terceiros; percepção e comportamento sociais podem estar levemente comprometidos; perda de discernimento
2 - Gravemente debilitado em lidar com problemas, tomando apenas decisões pessoais simples; percepção e comportamento sociais frequentemente debilitados; sem discernimento
3 - Incapaz de tomar decisões ou resolver problemas; terceiros tomam quase todas as decisões para ele ou ela
ATIVIDADES FORA DE CASA
0 - Leva adiante sua profissão de forma independente, realiza compras, atividades comunitárias e religiosas, voluntárias e em grupos sociais
0,5 - Leve debilidade nessas atividades se comparado a desempenhos prévios; leve mudança nas habilidades como motorista; ainda capaz de lidar com situações de emergência
1 - Incapaz de funcionar de modo independente, mas ainda capaz de acompanhar compromissos sociais; parece "normal" a terceiros; mudanças perceptíveis nas habilidades como motorista; preocupações quanto à habilidade dela de lidar com situações de emergência
2 - Sem habilidade de praticar atividades fora de casa de forma independente; parece bem o suficiente para ser levado para atividades exteriores, mas geralmente precisa estar acompanhado
3 - Incapaz de praticar atividades de forma independente; parece muito doente para ser levado a atividades fora de casa
HABILIDADES EM CASA E HOBBIES
0 - Atividades em casa, hobbies e interesses pessoais mantidos em relação ao comportamento prévio
0,5 - Leve debilidade ou perda de interesse nessas atividades; dificuldade em operar equipamentos (sobretudo os mais novos)
1 - Debilidade leve porém definitiva em casa e em hobbies; abandonou tarefas de maior dificuldade, bem como hobbies e interesses mais complexos
2 - Preservadas apenas as atividades diárias mais simples; interesse muito restrito em hobbies, cumprido com pouco rigor
3 - Sem habilidade significativa em tarefas domésticas ou em hobbies prévios
HÁBITOS DE HIGIENE PESSOAL
0 - Totalmente capaz de se cuidar, vestir, lavar, tomar banho, usar o banheiro
0,5 - Mudanças leves nas habilidades com essas atividades
1 - Precisa ser lembrado de ir ao banheiro, mas consegue fazê-lo de forma independente
2 - Precisa de ajuda para se vestir e limpar; ocasionalmente incontinente
3 - Requer considerável ajuda com a higiene e cuidado pessoal; incontinência frequente
MUDANÇAS DE COMPORTAMENTO E PERSONALIDADE
0 - Comportamento social apropriado, nas esferas pública e privada; nenhuma mudança na personalidade
0,5 - Mudanças questionáveis ou muito leves em comportamento, personalidade, controle emocional, pertinência das escolhas
1 - Mudanças leves em comportamento ou personalidade
2 - Mudanças moderadas em comportamento ou personalidade, afetando a interação com as pessoas; pode ser evitado por amigos, vizinhos ou parentes distantes
3 - Severas mudanças de comportamento ou personalidade, tornando inviáveis ou desagradáveis as interações com terceiros
HABILIDADES DE LINGUAGEM E COMUNICAÇÃO
0 - Nenhuma dificuldade de linguagem ou esquecimento de palavras; lê e escreve tão bem quanto no passado
0,5 - Dificuldade leve porém mostra consistência em encontrar as palavras ou termos descritivos; pode levar mais tempo para completar raciocínio; leves problemas de compreensão; conversação debilitada; pode haver efeitos sobre leitura e escrita
1 - Dificuldade moderada em encontrar as palavras certas; incapaz de nomear objetos; notável redução em vocabulário; compreensão, conversação, leitura e escrita reduzidas
2 - Debilidades moderadas ou severas na fala ou na compreensão; dificuldade em comunicar pensamentos aos demais; habilidade limitada em leitura e escrita
3 - Deficits severos em linguagem e comunicação; pouca ou nenhuma fala compreensível
HUMOR
0 - Nenhuma mudança de humor, interesse ou motivação
0,5 - Ocasionais momentos de tristeza, depressão, ansiedade, nervosismo ou perda de interesse/motivação
1 - Questões moderadas porém diárias com tristeza, depressão, ansiedade, nervosismo ou perda de interesse/motivação
2 - Questões moderadas com tristeza, depressão, ansiedade, nervosismo ou perda de interesse/motivação
3- Questões severas com tristeza, depressão, ansiedade, nervosismo ou perda de interesse/motivação
ATENÇÃO E CONCENTRAÇÃO
0 - Atenção normal, concentração e interação com o meio que o rodeia
0,5 - Problemas leves de atenção, concentração ou interação com o ambiente; pode parecer sonolento durante o dia
1 - Problemas moderados de atenção e concentração; pode ficar olhando fixamente para um ponto no espaço ou de olhos fechados durante alguns períodos; crescente sonolência durante o dia
2 - Passa parte considerável do dia dormindo; não presta atenção ao seu redor; quando conversa diz coisas sem lógica ou que não têm relação ao tema
3 - Habilidade limitada ou inexistente para prestar atenção ao ambiente externo.
___________________________________________________________________________
PONTUAÇÃO: O teste não equivale a um diagnóstico médico. A pontuação final vai de zero a 30, e pontuações mais altas sugerem maior perda cognitiva. Os padrões de avaliação, a partir da aplicação do teste em 267 pacientes, indicam que:
Normal: 0-1 pontos
Leve debilidade cognitiva: 2 a 5 pontos
Demência leve: 6 a 12 pontos
Demência moderada: 13 a 20 pontos
Demência severa: 20 a 30 pontos
Pontuações altas indicam que o paciente deve passar por uma avaliação médica para um diagnóstico formal. Pontuações "normais" sugerem que é improvável que o paciente sofra de demência, mas é possível também que a doença esteja em estágios muito iniciais. Caso haja suspeitas de demência por outros motivos, é bom buscar ajuda profissional.
(Fonte: G1)