terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Momento lírico 330

A DESPEDIDA
(Karl Fern)

Vi teus olhos marejados
Por lágrimas da despedida
Ditavam sonhos magoados
Envoltos nos laços da vida.

Era uma tristeza incontida
Vinda em gotas de emoção
Na face uma ternura doída
Nos lábios o riso da ilusão.

E nas batidas do coração
Um querer tão complicado
Grande amor sem solução
Sequioso desejo mutilado.

Num prenúncio malfadado
Sob intimo temor intuitivo
Deitou no ombro do amado
Todo seu choro compulsivo!