sábado, 29 de novembro de 2014

Momento lírico 320

AH, MEU AMOR!
(Karl Fern)
Meu amor quando te vejo
Vem-me um encantamento
Meu corpo alvoroça sedento
Invade-me tamanho desejo
Que salta para além do pejo
Sobeja-me enternecimento.

Capitula meu pensamento
Numa fogueira de candura
Sob um crepitar de doçura
Banha-me como lenimento
Une estrelas no firmamento
Neste coquetel de ternura!

Lhano vendaval de loucura
Meu risonho colírio sedutor
Perfume do poema cantador
Nobre colcheia da partitura
Dá-me um êxtase de ventura
Poder te chamar MEU AMOR!