domingo, 12 de outubro de 2014

Momento lírico 310

CORDÕES E PINGENTES
 (Karl Fern)

Buscar a inspiração do presente
Lembrando d’um amor decorrido
É como se procurar um pingente
Pendurado em um cordão partido.

Rememorar corações separados
É querer reinventar lembranças
Laçar distintos caminhos afastados
Com vis cordões de desconfianças.

Lágrimas vindas de sonhos podados
Secam sobre devaneios derretidos
Não reparam cordões decepados
Nem recolhem pingentes perdidos!