terça-feira, 15 de abril de 2014

Mortes por raios no Brasil

O número de mortes de pessoas em consequência de raios em 2013 no Brasil foi o menor desde o início do levantamento feito pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em 2000. Foram registradas 79 mortes por raios no ano passado. O pico registrado, com 193 mortes, é de 2001. Em 2012 foram 113 mortes. No total, desde 2000, foram registradas 1.680 mortes por raios no país.
Segundo o Elat, a média anual de mortes causadas por raios também diminuiu: de 2000 a 2009, ocorreram 132 mortes por ano. De 2000 a 2013, foram 119 fatalidades por ano – uma queda de 10% no índice anual. O órgão diz ainda que não houve diminuição do número de raios que atingiram o Brasil ao longo desses 14 anos, de acordo com dados fornecidos pela agência espacial americana (Nasa).
O relatório aponta que 84% das mortes foram de pessoas do sexo masculino e 16% do sexo feminino. A faixa etária mais atingida foi de 20 a 39 anos (39%), seguida por 40 a 59 anos (28%), 0 a 19 anos (19%), e acima de 60 anos (14%).
O maior número de mortes aconteceu na primavera (32%), seguido por verão (30%), outono (24%) e inverno (14%). Ainda segundo o estudo, 65% das mortes foram em zonas rurais, contra 18% nas zonas urbanas, 14% em rodovias e 3% no litoral.
Na divisão por região, o maior índice de mortes foi registrado no Norte (39%), seguido por Sudeste (22%), Nordeste (18%), Centro-Oeste (15%) e Sul (7%).
O estado com o maior número de vítimas por raios foi o Pará, com dez mortes. Em seguida estão Amazonas (9), Maranhão (8), e São Paulo (7).
Fonte: G1

Luz misteriosa em Marte

Uma imagem ‘misteriosa’ de Marte fotografada pelo robô Curiosity, da Nasa, levou a especulações entre o público leigo sobre a possibilidade de ela indicar a presença de “vida extraterrestre”. O jipe, que pousou em Marte em 2012 com o objetivo de explorar o planeta, registrou um ponto brilhante no horizonte marciano.
A Agência Espacial Estadunidense  tratou de explicar que a captação desse tipo de imagem é muito comum e que pode indicar ou a presença de raios cósmicos ou a luz solar refletindo na superfície de uma rocha.
Em milhares de imagens que recebidas do Curiosity, algumas com pontos luminosos são frequentes. O brilho, provocado pela reflexão da luz do sol, veio de uma rocha que deveria estar a uma distância de cerca de 160 metros do jipe, segundo estimativa da Nasa. A fotografia foi tirada depois de o veículo chegar a uma região de Marte chamada “Kimberley”, uma das áreas a serem exploradas pelo Curiosity.
Fonte: G1

Momento lírico 264


IMPOSSÍVEL ESQUECER
(Karl Fern)

Pensando em te esquecer
Vontade é que não me falta
Jurei pela cruz de malta
Que isso ia acontecer
Mas para o meu padecer
A voz do coração é mais alta.

Nos refletores da ribalta
Na pulsação dos desejos
Vão e vêm-me os lampejos
Numa judiação peralta
E assim tudo me salta
Ao controle destes almejos.

A despeito destes ensejos
Nos limites da ansiedade
Arde o farol da insanidade
Lembranças alinham cortejos
E entre repentes e solfejos
O que sinto mesmo é saudade!