quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Saliva do carrapato pode curar câncer

A União Farmacêutica Nacional, co-titular da patente e detentora do licenciamento para comercialização de um medicamento feito a partir de uma proteína recombinante obtida a partir dos genes da glândula salivar do carrapato, enviará em novembro à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) uma solicitação para que testes possam ser iniciados em seres humanos.
Os estudos, feitos por pesquisadores do Instituto Butantan a partir da genética do carrapato Amblyoma cajennense, conhecido como carrapato-estrela, identificaram uma proteína com ação anticoagulante e potencialmente anticancerígena. Experiências realizadas em camundongos apontaram redução ou eliminação de tumores do tipo melanoma (câncer de pele), tumores de pâncreas e renais, e a redução de metástases pulmonares, dependendo do número de doses da formulação aplicadas nos animais.
Os pesquisadores observaram também que a substância foi totalmente excretada por animais saudáveis, mas conduzida diretamente ao tumor em animais que tinham câncer. Isso significa que a saliva do carrapato possui propriedades tóxicas para células tumorais, sem oferecer risco para células saudáveis.
O objetivo do estudo é a obtenção de um medicamento capaz de tratar a doença. Após a realização de testes feitos em humanos, os resultados serão submetidos a análises de comitês de ética e ensaios clínicos, antes de chegar ao mercado. A investigação foi iniciada em 2003 e conta com financiamento da União Química Indústria Farmacêutica, além de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES). A expectativa é que o medicamento seja totalmente produzido no Brasil.
Fonte: Terra)



Templo de faraó sob casa no Egito


Pessoas que escavaram sem autorização embaixo de uma casa ao sul do Cairo descobriram um templo faraônico de 3.400 anos, anunciou neste 29/10, o ministro de Antiguidades Mamduh al-Damati.
A polícia de antiguidades tinha recebido informações sobre sete indivíduos que realizavam trabalhos de escavação, debaixo da casa de um deles, na região de Badrashin, 40 km ao sul da capital egípcia, informou o ministro em um comunicado.
Usando equipamento de mergulho, essas pessoas descobriram um templo sob um lençol freático a nove metros de profundidade.
O Ministério de Antiguidades anunciou que manterá as escavações. O monumento é da época do faraó do Novo Império, Tutmés III (1479-1425 antes de Cristo). Durante o reinado de Tutmés III, o Egito alcançou sua maior extensão, até os confins da atual Síria.
Fonte: Terra

O mais antigo DNA


Foi decifrado o mais antigo DNA já recuperado do osso de um “Homo sapiens“, um feito que lança luz sobre a colonização dos humanos modernos no planeta. O fêmur encontrado por acaso nas margens do rio Irtyush, perto do assentamento de Ust’-Ishim, oeste da Sibéria, em 2008, pertenceu a um homem que morreu cerca de 45.000 anos atrás, afirmaram.
O genoma contém rastros de Neandertais: uma espécie próxima da nossa que viveu na Eurásia juntamente com o “Homo sapiens“, antes de desaparecer misteriosamente. Estudos anteriores revelaram que “Homo sapiens” e Neandertais se miscigenaram e, como resultado, estes últimos teriam deixando uma pequena marca de apenas 2% nos humanos atuais, exceto os africanos. A descoberta tem impacto no chamado cenário “Fora da África”: a teoria segundo a qual o “Homo sapiens” evoluiu no leste da África há cerca de 200 mil anos e, então, se aventurou fora do continente.
Datar quando os Neandertais e os “Homo sapiens” se miscigenaram também indicaria quando o “Homo sapiens” iniciou uma etapa chave desta jornada, a saída da Eurásia rumo ao sul e ao sudeste da Ásia. O novo estudo, publicado na revista britânica Nature, foi chefiado por Svante Paabo, um geneticista renomado do Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva em Leipzig, Alemanha, pioneiro nas pesquisas sobre os Neandertais.
Estas diferenças fornecem uma pista para um “calendário molecular” ou datação do DNA, segundo mutações ao longo de milhares de anos. Usando este método, a equipe de Paabo estima que a miscigenação entre os Neandertais e os “Homo sapiens” tenha acontecido entre 7.000 e 13.000 anos antes de quando o indivíduo siberiano viveu, portanto, não mais de 60.000 anos atrás.
Isto fornece um esboço de datação para estimar quando os “Homo sapiens” partiram rumo ao Sul da Ásia. Se os australasiáticos atuais têm DNA neandertal, isto se deve a que seus antepassados atravessaram um território ocupado por Neandertais e se misturaram com os locais. Embora ainda seja possível que os humanos modernos tenham atravessado o sul da Ásia antes de 60.000 anos atrás, estes grupos podem não ter dado uma contribuição significativa às populações modernas remanescentes fora da África, que contêm evidências de miscigenação com os Neandertais.
Antropólogos sugerem que um ramo de Eurasiáticos do norte fez a travessia para onde hoje fica o Alasca mais de 15.000 anos atrás, através de uma “ponte de gelo”, que conectava as ilhas do Estreito de Bering, habilitando o “Homo sapiens” a colonizar as Américas.
(Fonte: UOL)

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Lembrança!

Antes de votarem neste domingo, 
lembrem-se destas fotos e reflitam!


terça-feira, 21 de outubro de 2014

Momento lírico 313

AMOR PERDIDO
(Karl Fern)

Em teus sonhos não sou eleito
Já não precisas destes braços
Esqueceste de meus abraços
Não mais deitas em meu peito
Não caibo mais em teu leito
Não ocupo mais teus espaços!

Desataram-se todos os laços
Meu orgulho caiu desnutrido
Cada sigilo perdeu o sentido
Castelos ruiram em pedaços
Amontoado de doídos traços
Algemou-se um amor proibido.

E um passado deveras florido
Coberto de desejos e planos
Sumiu com o passar dos anos
Ficou como um ponto perdido
De um amor forte e aguerrido
Rugem angústias e desenganos.


Estudo para regeneração do Intestino

Um grupo de cientistas americanos conseguiu cultivar segmentos de intestino humano dentro do corpo de um rato de laboratório. A ideia – que é inédita – seria produzir, nos seres humanos, algo parecido com “peças de reposição” para a reparação de tecidos e órgãos, usando células da pele dos próprios pacientes doentes. As informações são do The Independent e o estudo foi liderado por Michael Helmrath, do Centro Hospitalar Infantil de Cincinnati, no estado de Ohio. A pesquisa foi publicada pela revista Nature Medicine.
De acordo com o estudo, um intestino humano em miniatura – do tamanho de um dedo – cresceu dentro de um dos animais, a partir de uma única célula-tronco de um paciente. O pequeno órgão seria capaz de realizar muitas das funções associadas à digestão e à absorção de alimentos, segundo os cientistas. Os estudos suportam o conceito de que as celular de pacientes podem ser usadas no crescimento de um intestino. Isso fornece uma nova maneira de estudar as muitas doenças e condições que podem causar falência intestinal.
O objetivo dos pesquisadores é que, um dia, o transplante de tecidos de órgãos seja uma prática do passado, substituída pela criação de tecidos de substituição no interior do paciente.
(Fonte: Terra)


Obesidade x Bactérias

Na figura as principais regiões do corpo humano onde as bactérias vivem
Os cientistas estão, nos últimos anos, começando a entender como vivem os trilhões de bactérias que há no intestino de cada ser humano. Em 2006, um estudo na “Nature” mostrou que gordos tinham um tipo diferente de flora intestinal. Não se sabia bem se a obesidade era causa ou consequência.
Três anos depois, um pesquisador americano, Jeffrey Gordon, da Universidade Washington, propôs na “Science Translational Medicine” que engordar era consequência. Ele dizia que as pessoas deveriam saber que tipo de bactérias há em seu intestino para saber se eram vulneráveis à obesidade.
Agora, um outro trabalho na “Nature” mostra que existem três diferentes tipos de flora intestinal. Do mesmo jeito que cada ser humano tem um tipo sanguíneo, todos tem um “tipo intestinal”.
Cada um representa um tipo de bactéria diferente que predomina no intestino. Assim, ao menos por enquanto, esses tipos não tem nomes fáceis como “O positivo” ou “A negativo”, mas “predominância de Bacteroides” ou “predominância de Prevotella”.
Ficou claro para os pesquisadores que o tipo intestinal nada tem a ver com com a etnia do indivíduo, com o seu país de origem ou com a sua maneira de se alimentar.
Como cada bactéria tem uma eficiência diferente na hora de extrair energia dos alimentos, é possível que aquele amigo que come feito quem nunca viu comida e continua magro tenha tido a sorte de nascer com o tipo de flora intestinal certa.
Os cientistas, de várias instituições europeias (com colaboração da Universidade Federal de Minas Gerais), não conseguiram, porém, apontar qual das três floras intestinais é de gordinho e qual é de “magro de ruim”. Estudaram bactérias de europeus, americanos e japoneses.
Mesmo que eles consigam novos resultados, certamente o tipo intestinal não será a única explicação para a obesidade. Outros fatores, como a alimentação e questões genéticas não relacionados ao intestino, certamente têm um peso grande.
De qualquer forma, não é possível subestimar o papel das bactérias no organismo humano. Elas são muitas: enquanto o corpo humano tem cerca de 10 trilhões de células, cada pessoa carrega consigo mais de 300 trilhões de bactérias de todos os tipos. Ou seja: há bem mais células de bactérias em você do que células de você mesmo.
Fonte: SAÚDE DA VIDA (http://www.saudedavida.com.br/termos/cientistas/page/2


segunda-feira, 20 de outubro de 2014

domingo, 19 de outubro de 2014

Extintor classe K

Ao considerar-se eficiência na extinção e a segurança do pessoal, o extintor portátil tipo K é o melhor para cozinhas comerciais/industriais. É utilizado para combate aos mais difíceis fogos (CLASSE K) como: gorduras e banhas quentes, incêndios de óleos e gorduras de cozinhas e áreas de preparação de alimentos em restaurantes, lojas de conveniências, praças de alimentação, cafeterias de escolas e hospitais, e outros,  em equipamentos típicos a serem protegidos como fritadeiras, frigideiras, grelhas, assadeiras, etc...
Os extintores de agente úmido Classe K, contém uma solução especial de Acetato de Potássio, diluída em água, que quando acionado, é descarregada com um jato tipo neblina (pulverização) como em um sistema fixo. O fogo é extinto por resfriamento e pelo efeito asfixiante da espuma (saponificação). É dotado de um aplicador, que permite ao operador estar á uma distância segura da superfície em chamas, e não espalha o óleo quente ou gordura. A visão do operador não é obscurecida durante ou após a descarga.
O extintor portátil K, normalmente tem as seguintes características
- Cilindro fabricado em aço inoxidável polido;
- Mangote de descarga de pequeno comprimento, para facilitar o manuseio em espaços pequenos e cozinhas de área reduzida;
- Bico de descarga montado em ângulo de 45º para facilitar a aplicação;
- Válvula em latão cromado, com cabo e gatilho em aço inoxidável;
- Proporciona melhor visibilidade durante o combate;
- Minimiza o “espalhamento” do perigo;
- Limpeza e remoção mais fácil que os agentes tipo Pós Extintores;
- Agente de baixo PH, não ataca o aço inoxidável.
A unidade extintora é carregada com 6 litros de agente líquido classe K, que combate rapidamente na forma de vapor, protegendo também as superfícies circunvizinhas. Distância eficaz da descarga de aproximadamente 1,3 metros.


sábado, 18 de outubro de 2014

Abraão - Patriarca da fé

Abraão é um personagem bíblico do qual se desenvolveram três das maiores vertentes religiosas da humanidade: o judaísmo e mais adiante o cristianismo e o islamismo. É o primeiro dos Patriarcas bíblicos e fundador do monoteísmo dos hebreus e acredita-se que teria vivido mais provavelmente entre os séculos XXI e XVIII antes de Cristo..
A Bíblia narra que houve uma guerra em que quatro reis aliados atacaram a Palestina, e levaram Ló cativo com toda as suas riquezas. Sabendo disso, Abraão os perseguiu até as proximidades de Damasco, libertando Ló e sua família e o povo de Sodoma. As suas batalhas e conquistas tornaram-se conhecidas em toda aquela região, fazendo de Abraão um líder muito respeitado.
Informações não bíblicas dizem que Abraão se tornou o dirigente militar de mais onze tribos vizinhas de onde todos pagavam tributos – o chamado dízimo. Abraão tinha a intenção de formar um estado poderoso em toda a Canaã, mas não conseguiu.
Quanto a sua descendência, sendo Sara estéril e pretendendo dar um filho a seu marido, ofereceu sua serva egípcia Hagar para que gerasse o primeiro filho de Abraão. Hagar então gerou a Ismael. Porém, antes mesmo do nascimento de Ismael, surgiram conflitos entre Hagar e Sara.
Porém por Graças de Deus, Sara finalmente engravidou. Com o nascimento de Isaque, os conflitos entre Hagar e Sara só aumentaram e Abraão resolveu despedir sua serva junto com o seu filho Ismael que seguiram em peregrinação pelo deserto de Parã, e assim é considerado pelos muçulmanos como o ancestral dos povos árabes.
A Bíblia registra uma segunda núpcia de Abraão após a morte de Sara. Com a união de Abraão e Quetura, foram gerados mais seis filhos, dando origem a outros povos, inclusive os midianitas.
Fonte: SÓ BIOGRAFIAS & outros


sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Viagem à Marte

Os corajosos pioneiros dispostos a embarcar em uma missão a Marte, prevista pela empresa holandesa Mars One, começarão a morrer no 68º dia de missão, alerta um rigoroso estudo científico divulgado nesta terça-feira (14/09). Cinco estudantes de aeronáutica do prestigioso Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês) chegaram ao resultado após analisarem dados da missão, que a empresa pretende transformar em um “reality show”.
Segundo o informe de 35 páginas, que analisa com gráficos e fórmulas matemáticas recursos como oxigênio, nutrientes e tecnologias disponíveis para o projeto, a morte do primeiro pioneiro “ocorrerá aproximadamente aos 68 dias de missão, por asfixia”. As plantas, que teoricamente devem alimentar os colonos, produzirão oxigênio demais e a tecnologia para equilibrar a atmosfera “ainda não foi desenvolvida”, afirmam os autores do estudo.
Além disso, os colonos dependerão do envio de peças de reposição em uma missão que poderá custar US$ 4,5 bilhões, uma cifra que, segundo os autores do informe, aumentará com o envio de outros equipamentos.
O Mars One é um projeto lançado pelo co-fundador da companhia, o holandês Bas Lansdorp (PDG), que pretende enviar em 2024 a primeira tripulação de quatro voluntários para colonizar Marte sem retorno à Terra, após uma viagem de sete meses. Lansdorp rechaçou as cifras do estudo na revista Popular Science, alegando que se baseou em dados incompletos.
Mais de 200.000 pessoas de 140 países se apresentaram voluntariamente para participar do projeto, que gerou muito ceticismo, mas também o apoio de cientistas como o ganhador do prêmio Nobel de Física em 1999, Gerard’t Hooft.
Fonte: Revista Eletrônica AMBIENTE BRASIL (via newsletter)


EBOLA - A coisa é séria!

A Organização Mundial da Saúde (OMS) advertiu nesta terça-feira (14/09) que no começo de dezembro podem ser registrados entre 5 mil e 10 mil novos casos de ebola por semana – enquanto atualmente a incidência é de mil, ressaltando que estas são estimativas de trabalho para ajudar na luta contra o vírus no plano internacional.
Segundo o último balanço da epidemia, 8.914 pessoas contraíram a doença, das quais 4.447 morreram, informou a organização. Para a OMS, o número de casos reais seria 1,5 vez superior ao registrado na Guiné, duas vezes mais elevado em Serra Leoa e 2,5 vezes maior na Libéria. A mortalidade da epidemia da doença que assola a África Ocidental chega a 70% nesses três países, os mais afetados.
Fonte: Revista Eletrônica AMBIENTE BRASIL (via newsletter

Momento lírico 312

A ROSA RUBRA
(Karl Fern)

Era uma bela rosa vermelha
Com cada pétala orvalhada
Atraindo atenção da abelha
Rogando pra ver-se beijada!

E aquela abelha encantada
Ante tão glamorosa beleza
Beijou sua entranha rosada
Sorveu o néctar da natureza.

Também tenho uma certeza
Eu beijo a mais deliciosa flor
Rubra e com sublime leveza
São os lábios do meu amor!


quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Momento lírico 311

ADORAÇÃO
(Karl Fern)

Adoro teus cabelos doirados
Soltos e tocados pelo vento
Deliciando meu pensamento
Pelos bailarinos assanhados
Como se fossem fios alados
Reluzentes a cada momento.

Adoro teus olhos brilhantes
Dois rubis finos e multicores
Olhando-me pleno de amores
Puros e lapidados diamantes
Como duas pérolas rutilantes
Em um ramalhete de flores.

Adoro teus lábios risonhos
Sôfregos por beijos molhados
Numa boca de risos delicados
Sumiço de tempos tristonhos
Como objeto de meus sonhos
Delírio em sonos acordados.

Adoro tuas covinhas do rosto
Que enfeitam tua face linda
Pondo-a mais cativante ainda
Quando ris com amável gosto
Como enredo poético posto
São versos de poesia infinda.

Adoro te tocar todos os dias
Sussurrar de amor abraçado
Envolver teu corpo excitado
Manhãs quentes, noites frias
Como Deus me deu garantias
Adorar-te nunca será pecado!

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Células-tronco x Diabetes tipo 1

A diabetes tipo 1 é uma doença que ocorre quando o sistema imunológico do corpo humano destrói as células que controlam o nível de açúcar no sangue. Ou seja, o próprio sistema imunológico do organismo pode se voltar contra as células beta no pâncreas que produzem insulina para baixar os níveis de açúcar no sangue, as destruindo e deixando a pessoa com uma doença potencialmente fatal, pois o corpo passa a não conseguir regular o nível de açúcar no sangue.
Uma equipe da Universidade de Harvard usou células-tronco para produzir centenas de milhares dessas células em laboratório. Testes em ratos mostraram que elas podem tratar a doença, procedimento que especialistas descreveram como potencialmente um grande avanço médico. A doença tipo 1 é bem diferente da diabetes tipo 2, que é de incidência mais comum por ser causada por um estilo de vida pouco saudável.
Testes feitos com ratos – cujos resultados foram publicados no jornal científico Cell – mostraram que as células produzidas em laboratório poderiam produzir insulina e controlar os níveis de açúcar no sangue por muitos meses. Mas quando as células beta forem injetadas em uma pessoa, elas também serão atacadas e destruídas pelo sistema imunológico. Por isso, será necessário fazer mais pesquisas antes que o recurso se transforme em uma cura.
O Brasil é o quarto país do mundo em número de portadores de diabetes, atrás de China, Índia e Estados Unidos, de acordo com a International Diabetes Federation (IDF). Os números levam em conta pessoas com idade entre 20 e 79 anos. No ano passado, o Brasil tinha 13 milhões de portadores, número que poderá subir para 52 milhões em 2035, de acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes. Para cada caso diagnosticado, estima-se que haja um sem diagnóstico e, deste total, 1 milhão são crianças.

(Fonte: G1)

domingo, 12 de outubro de 2014

Momento lírico 310

CORDÕES E PINGENTES
 (Karl Fern)

Buscar a inspiração do presente
Lembrando d’um amor decorrido
É como se procurar um pingente
Pendurado em um cordão partido.

Rememorar corações separados
É querer reinventar lembranças
Laçar distintos caminhos afastados
Com vis cordões de desconfianças.

Lágrimas vindas de sonhos podados
Secam sobre devaneios derretidos
Não reparam cordões decepados
Nem recolhem pingentes perdidos!

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Momento lírico 309

O TEMPO E O VENTO
(Karl Fern)
O tempo passa tal qual o vento
Prima arte divinal e consentida
Um leva folhas secas ao relento
O outro revira páginas da vida.

Até que numa página perdida
Pode-se encontrar um tesouro
Que quando ela é percebida
Passa a valer mais do que ouro!

Se neste inesperado vindouro
Uma fada cruza nosso caminho
Traz sentimento imorredouro
Inundado de sonhos e carinho.

Aí a brisa acaricia de mansinho
No calor bordado de emoções
O tempo anda mais devagarinho
Se o amor abraça dois corações.


quinta-feira, 2 de outubro de 2014

As irmãs cegas de Campina Grande

As três irmãs cegas cantoras de Campina Grande, Paraíba, se chamam Maria das Neves, a Maroca, 60 anos; Regina, a Poroca, 62 anos, e Francisca da Conceição, a Indaiá, 54 anos. Com sua história triste, elas já nasceram cegas, e cantavam nas feiras e portas de igreja, em troca de esmolas.
Fascinado pelo trio, o cineasta Roberto Berliner, em 1997 filmou as três irmãs cantando e contando sua história, o que foi exibido num pequeno programa de TV. Em 1998, ele transformou esse material num curta-metragem chamado “A pessoa é para o que nasce”, sentença que elas não se cansam de dizer.
O filme ganhou diversos prêmios, no Brasil e no exterior, em festivais de curtas-metragens. Elas já haviam aparecido no extinto “Programa legal”, de Regina Casé e Luiz Fernando Guimarães, mas a repercussão não tinha sido tão grande quanto a do curta e, assim, elas foram convidadas para o festival de música Percpan. Foi a primeira vez que elas receberam cachê para cantar.
Em 2004, depois de passar sete anos acompanhando as cantoras, filmando sua vida conforme os parcos recursos permitiam, Berliner concluiu um documentário de longa-metragem sobre elas. O filme, que também se chama “A pessoa é para o que nasce”, levou as três irmãs a Brasília, onde elas receberam a Ordem do Mérito Cultural. No 15º Cine Ceará, o filme ganhou o prêmio principal do festival. Em 2005, o longa fez uma bela carreira nos cinemas do país e elas chegaram a participar com destaque até numa novela global.
Um caso pitoresco aconteceu quando elas foram então recebidas no Palácio do Planalto pelo então Presidente Luiz Inácio! Este lhes perguntou: “– Até agora vocês  tão gostando do que viram em Brasília?”. Imediatamente uma delas respondeu com irônica simplicidade: “Seu Lula, até agora a gente num viu nada!”...


Manifesto político

(Se você é cúmplice deste sistema que esta aí, por favor, não leia!)
OS RICOS CADA VEZ MAIS RICOS!
Criminosamente para a sociedade como um todo, este governo só ajuda ricos, meus amigos! Agora ele usa os pobres, enganando com iscas pequenas que a pobreza engole feito peixe, para enriquecer cada vez mais quem tem. Sabe quanto custa um terreno que a cinco anos valia 2 ou 3 mil reais? Hoje vale 80. Você casava depois de comprar uma casa, hoje você compra um carro o que antes era um sonho, mas casa não tem! O dinheiro de uma casinha de 30m² (um verdadeiro cafofo!) custa mais de três carros razoáveis. E quando você compra uma casa é pelo plano do governo que de tão cara o pobre não paga nunca (é 3 mil reais o m²). Vá atrás e veja a inadimplência! A caixa Econômica vai quebrar! Vai ficar igual a Previdência (da qual roubam demais!): precisando o governo cobrir rombos! Ninguém tá pagando, não! Agora quem tá construindo não para e é construindo e recebendo a exorbitância na hora. Eles mesmos arranjam a declaração salarial do comprador. Então é só enriquecendo construtores e donos de propriedades, principalmente próximas aos perímetros urbanos.
E o ensino superior? Este sim é que é um escândalo! Enriquecendo os donos de faculdades particulares, fazendo os pobres pagarem financiamentos ao custo do bel prazer dos seus proprietários. Hoje se faz curso universitário até por correspondência. Tudo pago! A universidade pública? A prioridade desta são as cotas. Não interessa se o aluno sabe ou não. Estão fazendo com a universidade pública o que já conseguiram com o ensino básico público: torná-lo ineficiente e inócuo! Se eu nascesse hoje tava ferrado: branco e pobre! Onde eu iria estudar? Onde eu iria ter a qualidade de ensino que tive! Eu sou um exemplo de quem teve escola púbica de qualidade, sem precisar pagar nada nem financiar mensalidades! Tudo ali! Aí, então, depois como cidadão formado passei a ser um contribuinte com meu trabalho.
E não sou contra as bolsas e não acredito que ninguém de bom senso seja! Mas do jeito que estão sendo usadas e distribuídas são uma vergonha. Não há critérios nem contra-partidas. Apenas o uso político e até a pura chantagem eleitoral: “ - Se o outro ganhar vai cortar sua bolsa!” E qual é o miserável que não acredita nisso, se apenas foi induzido  a acreditar que isso é um presente do atual governo? Enquanto isso, pela falta de critérios sérios vemos e ouvimos os maiores disparates com a distribuição delas. Gente e mais gente que não precisa recebendo e outros que precisam mendigando ou pra ver se recebe ou reclamando das injustiças.
Infelizmente esta é a realidade e muito provavelmente vai continuar assim até que tudo desmorone por falta de recursos e aí o pau vai quebrar também sobre mim, sobre você e todos os demais inocentes também. Porque quem defende este governo irresponsável que está aí ou é cúmplice ou inocente. Pra bom entendedor não existe nada mais claro!
Eu falaria muito mais, mas é tempo perdido e nada vai mudar! Talvez até eu entre na lista dos que precisam ser mortos para não atacar mais o sistema! Nem Jesus Cristo teria este poder de mudança porque se viesse aqui eles o matariam novamente e ninguém saberia nem se teria sido numa sexta-feira! Mas enquanto eu for vivo e tiver minha consciência plena, eu não me calarei sempre que tiver uma oportunidade!
Um abraço!
Carlos Fernandes


quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Momento lírico 308

ROSTO E SONHOS
(Karl Fern)

Na meiguice do teu olhar
Percebi deliciosa alegria
Como o vinho da simpatia
Entre os cabelos dourados
Ouvi destes lábios corados
Tua voz maviosa e macia!

Assim sonhei noite e dia
Com tua face de menina
Em sua placidez feminina
Numa romântica melodia
Que no seu refrão repetia
Tua sensualidade cristalina

E em um sonho de rotina
Lendo traços do teu rosto
Com teu sorriso ali posto
Amei tua boca pequenina
E alçado de ternura divina
Beijei-a com intenso gosto!