quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Sobre vegetarianismo

      Vegetarianos são pessoas que excluem de sua alimentação todos os tipos de carne, aves, peixes e seus derivados, podendo consumir laticínios e ovos ou não. O grupo mais comum é o ovolactovegetariano que incluem laticínios e ovos na dieta. Também há
Sobre os vegetarianos os lactovegetarianos, que não ingerem ovos, mas comem lacticínios e os ovovegetarianos que consomem ovos, mas não laticínios.
Os vegetarianos estritos não ingerem nenhum derivado de animal em sua dieta. Enquanto os veganos são vegetarianos estritos que recusam componentes animais não só em alimentícios, como também evitam roupas de couro, lã e seda, produtos de higiene e cosméticos.
Alguns alimentos parecem inofensivos para os ovolactovegetarianos e até para os vegetarianos estritos e veganos, mas podem conter partes de animais mortos em sua composição. Certos queijos possuem enzimas retiradas do estômago de bezerros, enquanto alguns vinhos brancos e cervejas podem conter uma substância retirada da bexiga natatória do peixe.
Assim, algumas das comidas e bebidas que podem conter partes de animas mortos parecem vegetarianas, mas não são. Para saber se o alimento que você vai comer possui partes de animais mortos em sua composição, a recomendação é entrar em contato com o serviço de atendimento ao consumidor (SAC) do fabricante do produto. Isto porque boa parte destas substâncias não aparecem no rótulo da comida ou bebida.
Fonte: MINHA VIDA (via newaletter)


Momento lírico 213

A BUSCA
(Karl Fern)

Procurei por todo lado
Pois sem ti tudo é triste
Parece que nada existe
Fico confuso e chateado
Num aperreio danado
E como qualquer vivente
De ti sou dependente
Faz-me uma falta danada
Limpa minha visão cansada
Ilumina o ego da gente.

Fiquei pensando sozinho
Esperando poder te ver
E te possuir com prazer
Pegar com jeito e carinho
Delicado, soft e limpinho
Mas eis que de repente
Encontrei em minha frente
Aliviando essa ansiedade
Dando-me tranquilidade
Acalmando minha mente.

Era tudo que eu desejava
Pra começar bem o dia
Pra encher-me de energia
Era só o que me faltava
Pra fazer o que pensava
Matar a tristeza e o mau
Logo ali pertinho do jirau
Abri tuas pernas singelas
E firmei-me no meio delas
Meu querido óculos de grau.