sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Superterras

As superterras são planetas com tamanho intermediário entre os menores gigantes gasosos do Sistema Solar (Urano e Netuno) e os maiores planetas rochosos (Terra e Vênus). Como não há correspondente em nosso sistema planetário, os astrônomos têm vários modelos de como podem ser esses mundos.
Recentemente foi localizada uma superterra situada ao redor da estrela anã vermelha GJ 1214, localizada a 40 anos-luz da Terra. Ela seria rica em água mas, infelizmente, esse mundo é quente demais para abrigar vida.
Agora, com essa nova observação, os astrônomos parecem ter mais segurança de que não se trata de uma versão em miniatura de Netuno. Se fosse igual ao nosso Netuno deveria ter mais hidrogênio.
Os pesquisadores têm a chance de analisar a atmosfera do planeta porque ele passa à frente de sua estrela periodicamente, num fenômeno conhecido como “trânsito”. A luz da estrela, ao passar de raspão pelo invólucro gasoso daquele mundo, carrega sua “assinatura”, que pode ser analisada pelos cientistas.
Contudo, não é fácil distinguir suas particularidades. Os cientistas conseguiram ver é que não ocorre um espalhamento da luz que seria esperado se a atmosfera fosse rica em hidrogênio. Sobra, portanto, o modelo que se apoia na grande presença de água.
Fonte: AMBENTE BRASIL (por newsletter!)


Justiça para a mulher afegã

Vendida como noiva aos 12 anos, Sahar Gul vivia em uma casa do terror. Os parentes de seu marido a mantinham presa no porão, espancavam-na com canos de ferro quente e deixavam-na passar fome. Quando ela se recusou a se prostituir para conseguir dinheiro para eles, seus torturadores arrancaram suas unhas.
A sentença dos seus agressores foi reduzida a apenas 1 ano de prisão e eles estão livres novamente! Pior ainda: a Câmara dos Deputados de seu país aprovou uma lei que proíbe que membros da família dos agressores testemunhem a violência em um tribunal. Isso fará com que inúmeras crianças e mulheres jamais consigam Justiça para seus casos.
Temos poucos dias para impedir este ataque aos direitos das mulheres. Em outras oportunidades, o Senado afegão já conseguiu barrar projetos assim e funcionários de alto escalão nos disseram que a comunidade da Avaaz pode dar o empurrão de que eles precisam para ajudar a barrar essa proposta antes que ela seja levada a plenário para votação. Assine a petição com urgência -- quando alcançarmos 1 milhão de assinaturas vamos lançar uma campanha publicitária local com foco nos principais Senadores até que essa proposta seja enterrada.
Visite AVAAZ.ORG (https://secure.avaaz.org/en/)

Política: Um viva a Roberto Jefferson!

Se o mensalão não tivesse existido, ou se não fosse descoberto, ou se Roberto Jefferson não o denunciasse, muito provavelmente não seria Dilma, mas Zé Dirceu o ocupante do Palácio da Alvorada, de onde certamente nunca mais sairia.  Roberto Jefferson tem todos os motivos para exigir seu crédito e nossa eterna gratidão por seu feito heroico:  "Eu salvei o Brasil do Zé Dirceu".
Em 2005, Dirceu dominava o governo e o PT, tinha Lula na mão, era o candidato natural à sua sucessão.  E passaria como um trator sobre quem ousasse se opor à sua missão histórica.  Sua companheira de armas Dilma Rousseff poderia ser, no máximo, sua chefe da Casa Civil ou presidente da Petrobrás.
Com uma campanha milionária comandada por João Santana, bancada por montanhas de recursos não contabilizados arrecadados pelo nosso Delúbio, e Lula com 85% de popularidade animando os palanques, massacraria Serra no primeiro turno e subiria a rampa do Planalto nos braços do povo, com o grito de guerra ecoando na esplanada:  "Dirceu guerreiro/do povo brasileiro".  Ufa!

Extraído da coluna de NELSON MOTTA - O ESTADO DE S.PAULO (05/09)