domingo, 21 de julho de 2013

Cubas

Sempre que possível, é aconselhável fazer com que a bancada seja o elemento que se vê ao abrir a porta de um sanitário, ao contrário do vaso, por exemplo, e as cubas podem ser o elemento de destaque destes ambientes. Se antes eram meras coadjuvantes, a grande variedade em design, formato, cores e matérias no mercado atualmente, têm feito com que elas assumam o papel de protagonistas e passem a ser determinantes na definição dos demais móveis e acessórios do compartimento. Os tamanhos e formas das cubas são muito variados, podendo ser arredondadas ou retas, altas ou baixas, estreitas ou largas.
Alguns modelos podem vir com furos para torneira e suporte para toalhas na própria peça. Os materiais podem ser cerâmicos, vidro ou até no mesmo material da bancada. As diferentes nomenclaturas vêm do tipo de instalação das cubas. Podem ser de embutir, coladas por baixo das bancadas, de semi-encaixe (parte por fora e parte por dentro da bancadas) e de apoio (colocada inteiramente sobre a bancada). Existe ainda cubas de sobrepor (deixam sua moldura aparente), cubas de parede (que dispensam bancadas) e as montadas (feitas no mesmo material e integrante da bancada).
As cubas de vidro e pedra são indicadas para lavabos, enquanto as de louça branca, pretas ou beges são recomendadas para banheiros comuns. A tradicional cuba de embutir deve ser bem pensada pois ocupa espaço dentro do móvel da bancada e comprometem a execução de um armário, por exemplo. As cubas de semi-encaixe são muito práticas para o dia-a-dia por evitarem que água caia no piso! As arredondadas são mais práticas em termos de limpeza.
Fontes: DICAS DE ARQUITEURA / JORNAL DO ENCANADOR


Café da manhã

O café da manhã sempre foi uma refeição recheada de ideias, comentários e mitos entre os adeptos de cuidados com o perfil e a saúde. Vão desde não tomar café até a que se pode comer qualquer coisa e se modere nas outras refeições.
A premissa de "tomar café da manhã como um rei, almoçar como um príncipe e jantar como um mendigo" pode não se adequada para pessoas com diferentes estilos de vida. Há quem acorde com mais pressa e precise de esforço para se disciplinar a incluir um bom café da manhã, sem excessos ou restrições. De forma inversa, pode-se jantar bem, desde que se dê tempo suficiente para o organismo processar o alimento antes de ir para a cama.
Na verdade engorda-se quando o consumo de calorias ao longo do dia é maior do que o gasto com as atividades diárias. De maneira geral, não há uma hora exata para emagrecer ou engordar, o que vale é a somatória do dia. Apesar de o café da manhã ser uma refeição bem importante, os nutricionistas aconselham que ele deve representar cerca de 25% das calorias do seu dia,  dependendo, claro, da rotina de cada um. Com isso, em uma dieta de 2.000 calorias, o café da manhã representa 300 calorias.
A solução ideal mesmo é o equilíbrio na boa distribuição de alimentos ao longo do dia. Para quem tem o cuidado de efetuar essa distribuição veja estes três exemplos de café da manhã com as sugeridas 300 calorias:
1) 1 xícara (200ml) de café com leite desnatado + 2 fatias de pão integral light + 1 colher de sopa de margarina rica em poliinsaturados + ½ papaya;
2) 1 xícara de salada de fruta + 2 biscoitos integrais (ou ½ xícara de cereal matinal) + 1 copo de bebida de soja zero;
3) 1 pão francês integral + 1 fatia de queijo branco + 1 copo de suco de fruta sem açúcar.
Curiosidade: O brasileiro consume, em média, 83 litros de café por ano!

Fonte principal: Revista MARIE CLAIRE