sexta-feira, 21 de junho de 2013

Momento lírico 171

POETAS
(Karl Fern)

Poeta é uma criatura
De instantes solitários
Com intuitivos corolários
Compõe suas partituras
Amalgamado de ternuras
Redige seus breviários.

Seus sonhos são intuídos
Nas letras da liberdade
Na alegria ou saudade
Saudáveis ou até feridos
Lavrados e constituídos
Com aura de felicidade.

Contém o choro silente
Lágrimas vêm do coração
Seu plangor é uma oração
Numa lamúria paciente
Pois na dor que ele sente
Forja estrofes de aflição.

Nas alegrias comedidos
Avia loas de alacridade
Pinta finória sagacidade
Esboça versos atrevidos
Do intelecto absorvidos
Semântica da fertilidade.

Na ausência de carinho
Um luar é seu parceiro
O infinito o companheiro
A imensidão o caminho
A mente um redemoinho
Num poema o paradeiro.

Tendo o céu como limite
Com estrelas pontuado
Exprime-se emocionado
Em palavras seu apetite
Expõem com seu grafite
Esse dom abençoado.

Como eterno enamorado
Na euforia ou na tristeza
É da sua própria natureza
Mesmo se amargurado
Quando está inspirado
Em tudo encontra beleza.

Fiz muita coisa na vida
Mas nesta rima discreta
Conto minha ânsia secreta
Uma querência escondida
Minha frustração contida
Quisera eu ser um poeta!


Coronavírus/Resfriados

Coronavírus são um grupo de vírus de genoma de RNA simples de sentido positivo (serve diretamente para a síntese proteica). Têm capsídeo helicoidal e envelope bilipídico. São uma causa comum de constipação/resfriado. Podem ainda causar pneumonia e gastroenterite.
Um novo coronavírus, denominado Mers (sigla para Síndrome Respiratória Coronavírus do Oriente Médio), que surgiu em 2012 na Arábia Saudita, representa um risco importante no meio hospitalar, já que se propaga rapidamente e causa elevada mortalidade.  Dos 23 casos estudados em abril em quatro hospitais, 15 pacientes faleceram, o que representa uma mortalidade de 65%. As últimas cifras anunciadas nesta semana pelas autoridades destacaram 49 casos de infecção, inclusive 32 mortos.
Desde o primeiro caso na Arábia Saudita, em abril de 2012, a Organização Mundial da Saúde (OMS) registrou no mundo 64 casos da síndrome, dos quais 38 pacientes morreram, com uma mortalidade de 59%. Este vírus pertence à mesma família do causador da Síndrome Respiratório Agudo Grave (Sars), que provocou 800 mortes no mundo em 2003.
A rápida transmissão entre pessoas nos serviços de diálise traz preocupações sobre o risco de contágio do vírus nos hospitais. Dos 23 casos estudados, 21 foram por transmissão direta pessoa a pessoa.
Os sintomas do Mers similares aos da Sars: as pessoas infectadas começam a ter febre e uma tosse leve que pode persistir durante vários dias antes de virar pneumonia. Assim como na Sars, alguns pacientes também apresentam sintomas gastrointestinais. E também, assim como a Sars, a incubação média do Mers é de quatro dias, com 95% das pessoas infectadas que desenvolvem sintomas em dez dias, disseram os pesquisadores.
Além da Arábia Saudita, onde se concentra a maioria das infecções, foram registrados casos isolados deste coronavírus no Reino Unido, Itália, Tunísia e França, onde uma pessoa morreu.

Fonte: AMBIENTE BRASIL (por newsletter!)