segunda-feira, 6 de maio de 2013

Momento lírico 164

DIAS DE MAIO
(Karl Fern)

Mês das mamães
Mês das flores
Mês de frias manhãs
Mês dos amores
Mês dos juramentos
Mês dos namorados
Mês dos casamentos
E dos apaixonados.

Mês dos românticos
Mês de harmonia
Mês dos cânticos
Mês de Maria
Mês das novenas
E das promessas
Mês de doces cenas
De poemas sem pressas.

Mês de presentes
Mês das famílias
Mês dos parentes
Mês das homilias
Mês do trabalho
Mês da abolição
Mês do atalho
Para o fiel coração.

Mês do sossego
Mês do enfermeiro
Mês do aconchego
Pelo mês inteiro
Mês do oftalmologista
Mês de festivais
Mês do otimista
Dos ritos formais.

Mês de fantasias
Mês de saudades
Mês de cortesias
E de religiosidades
Teria mais alegrias
Não fosse só ensaio
Se todos os dias
Fossem dias de maio!

Livro "Minhas Rimas"

E-mail envidado pelo meu amigo e colega engenheiro e professor da UFCG, Dr. Benedito Antonio Luciano (21:22 - 05/05/2013)
>>>
Prezado Carlão, boa noite!
Acabei de ler o teu livro de poesias. Gostei.
O que achei interessante foi a variedade de formas e temas por você explorados.
Formas: quadras, sextilhas, sonetos...
Temas: amor, paixão, erotismo, religiosidade, regionalismo, cotidiano, política, ética e visão de mundo.
Universo vocabular rico, sem o pedantismo acadêmico; tudo muito natural, bem ao teu estilo de ser.
Um dias criarei coragem e seguirei o teu exemplo e tornarei público os poemas que produzi e que poucos conhecem.
Fraternalmente, Bené
<<<
Obrigado, meu amigo!