segunda-feira, 8 de abril de 2013

Dia da Biblioteca

Pelo Decreto nº 84.631, de 09 de abril de 1980 (retificado!) foi instituído no país a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, bem como o Dia do Bibliotecário. Por este motivo, o dia 09/04 é conhecido como o Dia da Biblioteca.
Como curiosidade, a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca é comemorada de 23 a 29 de outubro, e o Dia do Bibliotecário foi determinado para o dia 12 de março: data de nascimento do publicitário, escritor e poeta cearense Manuel Bastos Tigre, que exerceu a função de bibliotecário por 40 anos, sendo considerado o primeiro bibliotecário por concurso do Brasil.
A comemoração desta data é essencial para relembrarmos a importância da leitura. Além de ser importante culturalmente, é comprovado que o hábito da leitura causa bem-estar mental. Estudos recentes mostram que o processo de imaginação que as pessoas fazem quando leem um livro é muito diferente daquele gerado por um filme ou outro método audiovisual.
Em uma de suas palestras, Bill Gates declarou: “Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever – inclusive a sua própria história”. Exemplares palavras!
 
Grande-Sala da Biblioteca-de-Alexandria, sec.3-a.C,
a  mais rica e famosa boblioteca da história.
 Reconstituição baseada em pesqusas.



Momento lírico 160

ANOITECER NA PRAIA
(Karl Fern)

No murmúrio da marola
Esbarrando contra a areia
Com o aclarar da lua cheia
Saudade perspicaz  assola
Escuridão serena consola
Estrela cadente clareia.

Quietude, a companheira
Rege um clima de nostalgia
Provém a brisa da maresia
Silenciosa, leve, sorrateira
Essa solidão interesseira
Vem olvidar minha alegria.

Na linha reta do horizonte
Cortejo os reflexos da lua
Nascente, sublime, nua
Como um espelho defronte
Para o infinito uma ponte
Na imaginação se insinua.

Dos amores a muito idos
Vem-me fugidias lembranças
Foram tempos de bonanças
De romances bem vividos
Sobraram retalhos puídos
Donde cultivei esperanças.