terça-feira, 2 de abril de 2013

Anos 1920


Ayn Rand, nascida Alissa Zinovievna Rosenbaum, foi uma escritora, dramaturga, roteirista e controversa filósofa norte-americana de origem judaico-russa, mais conhecida por desenvolver um sistema filosófico chamado de Objetivismo, e por seus romances
Nascimento: 2 de fevereiro de 1905, São Petersburgo
Falecimento: 6 de março de 1982, Nova Iorque
Educação: Universidade Estatal de São Petersburgo
Cônjuge 1929-1979: Frank O'Connor (? - 1979)
Obras: The Fountainhead  (1943), Atlas Shrugged (1957), 
The Virtue of Selfishness (1964).

Colaboração LUCENA FERNANDES

Momento lírico 156

Na última vez que estive lá no São Roque, a zona rural de minha infância, revi a velha craubeira do açude velho, a maior árvore da propriedade que felizmente os destruidores da natureza ainda não puseram fim a sua vida pelo gume de um machado ou da sanha de uma serra elétrica. Recordei longínquos 40-50 anos passados e tenho certeza que ela também lembrou-se de mim! Eis minha singela homenagem!

A CRAUBEIRA
(Karl Fern)

Craubeira, identidade de vida
Ainda és galharda e majestosa
Mostra-se nobre e vigorosa
Tua sombra ainda dá guarida
Deslumbrante com copa florida
Elegante, insigne e frondosa.

Símbolo na paisagem graciosa
Singular, imponente, colossal
Impassível porte magistral
Em volta sempre portentosa
Dignidade longeva e generosa
És o triunfo da beleza natural.

Ícone de uma história pessoal
Cresci vendo-te todos os dias
Orgulhosa em tuas cercanias
Como egrégia princesa real
Absoluta sobre todo juremal
Bordando o céu com fidalguias.