terça-feira, 19 de março de 2013

Soja preta

Rica em proteínas, fibras e isoflavonas, esse alimento acrescenta diversos benefícios à saúde, como a queima de gorduras e a prevenção de doenças cardiovasculares. É igualzinha a amarela por dentro, se distinguindo apenas pela casca escura que recobre o grão. E é nessa proteção que reside boa parte das saudáveis novidades da soja preta. Sua recomendação de consumo diária é a mesma da comum conhecida - duas colheres de sopa por dia, aproximadamente - na forma crua, em saladas, patês, em sucos e iogurtes, sopas e até cozida da mesma forma que o feijão, inclusive nas mesmas medidas.
Entre outros benefícios mais imediatos, elimina a barriga através da antocianina, substância que queima a gordura armazenada nas células, levando ao emagrecimento. Rica em fibras, a sua ingestão reduz a produção de insulina e regula as quantidades de glicose no sangue. Assim também ajuda no tratamento ou prevenção do diabetes.
Previne doenças cardiovasculares, pois as antocianinas presentes impedem que o colesterol no sangue sofra oxidação, reduzindo os riscos de doenças cardiovasculares, como hipertensão e derrames. As antocianinas também ajudam na destruição dos radicais livres, substâncias relacionadas a um maior risco de câncer, além de induzirem as células cancerosas a se autodestruírem.
Contém de cinco a sete vezes mais fitoesteróis que a soja comum. Estas substâncias são poderosos antioxidantes e, portanto, importantes aliados na prevenção do envelhecimento precoce, especialmente como antirrugas na Ásia e Europa.
Por ser uma boa fonte de fibras, a soja preta estimula a mastigação e diminui o esvaziamento gástrico, ajudando na saciedade. Além disso, as fibras também ajudam na produção de bactérias benéficas para o intestino, estimulando o desenvolvimento da flora intestinal e melhorando o funcionamento do órgão, prevenindo problemas como prisão de ventre.
O seu pigmento preto que reveste o grão, na espécie de casca, ajuda a conservar melhor seus nutrientes quando ela é cozida ou assada, por exemplo. Portanto, ela se torna uma opção melhor do que a soja amarela se a intenção for incluir em receitas quentes, como feijoada ou sopas.
Fonte: MINHA VIDA / ALIMENTAÇÃO (por e-mail!

Momento lírico 151

Soneto: CINZAS
(Karl Fern)

Chegaste como um frágil beija-flor
Um olhar de meigo enternecimento
Um lindo sorriso de contentamento
Seduziu-me com manto encantador.

Vislumbrei os limites do firmamento
Abriguei-me em teu barco sedutor
Embarquei numa viagem de amor
Sucumbi à esfinge do sentimento.

Escravizei-me por entre teus abraços
Adormeci no íntimo dos teus braços
Sonhei flutuar num mar de felicidades

Eis que a encantada taça quebrou-se
O néctar daquele amor derramou-se
Nas cinzas de um coquetel de saudades.