segunda-feira, 18 de março de 2013

Momento lírico 150

A PAISAGEM
(Karl Fern)

Uma alameda de flores
Uma paisagem fascinante
Uma profusão de cores
Um perfume sublimante.

Um caminho de andores
Um traçado insinuante
Uma aragem de olores
Uma sinfonia cantante.

Um pio de beija-flores
Um brado emocionante
Um recital de cantores
Um solitário murmurante.

Um perdido entre rumores
Um pensar angustiante
Um de tantos sonhadores
Numa prece suplicante.

Uma solidão sem pudores
Uma alma balbuciante
Uma face sem rubores
Um lamuriar incessante.

Uma vida sem sabores
Numa paragem brilhante
Na ausência dos amores
Não há palco que encante!