terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

5 de fevereiro, dia do dermatologista

    No dia 5 de fevereiro, comemora-se o dia do profissional da medicina que cuida do maior órgão que possuímos em nosso corpo: a pele. A comemoração é uma referência ao dia de fundação da Sociedade Brasileira de Dermatologia, fundada no Rio de Janeiro em 5 de fevereiro de 1912, no Pavilhão Miguel Couto da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro, a primeira Sociedade de especialidade fundada no Brasil.
A história da dermatologia moderna começa a ser contada na Europa, entre os séculos XV e XVI, quando a especialidade começa a se desligar dos aspectos gerais da medicina. Nessa época, surgiu o primeiro livro sobre as doenças cutâneas e os médicos começaram a tratar a derme com interessada particularidade, passando a classificar a pele não apenas como um invólucro protetor do organismo, mas como um órgão específico. Em plena era da beleza, homens e mulheres estão cada dia mais dependentes do dermatologista.
Entre as doenças graves estão  o câncer de pele, assim como a hanseníase como exemplos importantes da dermatologia contemporânea que atualmente provoca intensa procura aos consultórios, motivada pelas campanhas de prevenção idealizadas pelas associações mundiais de dermatologia.
Primeiro são as assaduras e os sapinhos que incomodam os bebês e durante a infância, geralmente são os casos de alergia e as costumeiras micoses adquiridas em piscinas e praias. Na época da adolescência, o consultório do dermatologista é visitado com freqüência pelos jovens que sofrem com a acne e suas conseqüências.  Na maturidade buscam o dermatologista para tratamentos empenhados em realizar tratamentos preventivos para rugas e manchas, bem como terapêuticas que asseguram o rejuvenescimento.
O médico dermatologista trabalha diretamente com a melhoria da autoestima das pessoas. No Brasil existem mais de 6.000 médicos dermatologistas, sendo essa uma das especializações mais procuradas pelos amantes da ciência médica, área que após 6 anos de graduação no curso geral, carece do de mais 3 anos de residência específica.