quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Não envenene seu cão

O que é um banquete ou uma guloseima para uma pessoa pode ser um perigo para o seu cachorro, pois há diferenças suficientes nos organismos de um e de outro. Portanto resista àquele olhar pidão de quem parece morrendo de fome sempre que se aproxima quando você está comendo!
O que é bom pra nós e ruim pra eles? Alguns alimentos, sim! Para que o leitor não envenene seu melhor amigo aqui vai, portanto, uma lista de dez itens alimentares para quem tem dó da cara dele (mas não da sua saúde!) e dá aos cães comida que é apropriada apenas para humanos! Veja:
1. Abacate - contém persina, uma toxina fungicida  e prejudicial para o estômago e coração de cães, gatos, pássaros e roedores;
2. Alho, cebola, cebolinha e alho porró - possuem tiosulfato, composto que ataca os glóbulos vermelhos do sangue que podem resultar em anemia. Mesmo que estes comam alho e cebola aos pouquinhos, o efeito pode ser cumulativo e aparecer mais tarde;
3. Frutas cítricas - podem causar vômito e diarréia nos bichos, assim como o leite em animais adultos que têm intolerância a lactose;
4. Pão de centeio e pizza - podem fermentar no estômago dos cães, fabricando gases em excesso, prejudicando o sistema digestivo, e até produzindo álcool do cereal, intoxicando e até envenenando o cão;
5. Batata, mandioquinha e inhame – possuem solamina que além de atacar a digestão, pode deprimir o sistema nervoso central do animal;
6. Ameixas, passas, pêssegos, sementes de maçã e talos de cerejas e prunasianas em geral - contêm cianida, que podem intoxicar o peludo;
8. Nozes e similares - prejudica a musculação, nervos, digestão e respiração dos cães.
9. Chocolate, café, chá preto, refrigerantes e álcool - têm substâncias que pode levar ao coma e até à morte do animal.
10. Doces em geral e, notadamente, alimentos que contiverem xilitol - comprometem a digestão dos caninos.
RECADO: Se o cão apresentar sintomas de intoxicação ou envenenamento como vômitos, diarreia, prostração, inquietação ou sangue nas fezes, procure identificar o que ele comeu que pode ter lhe feito mal e leve-o imediatamente ao veterinário
Fonte: VIDA DE CÃO - YAHOO NOTICIAS  (http://br.noticias.yahoo.com/blogs/vida-cao/)
 

Receitas de Aparecida – 16

CARNE DE SOL COM PURÊ DE MANDIOCA E REQUEIJÃO
Ingredientes:
- ½ kg de carne de sol cozida e desfiada;
- ½ kg de mandioca cozida com sal;
- 02 copos de requeijão cremoso;
- 02 tomates picados;
- 01 cebola picada;
- colorau a gosto;
- leite, manteiga e queijo parmesão ralado para polvilhar.
Modo de preparo:
Bater a mandioca cozida com um pouco de leite e manteiga no liquidificador, formando um creme grosso. Refogar a carne de sol desfiada com o tomate picado, cebola e o colorau com um pouco de água para umedecer.
Armar em um pirex refratário:
01 – Purê de mandioca
02 – Carne de sol refogada
03 – Requeijão
04 – Queijo parmesão ralado por cima.
Levar ao forno para gratinar
Fonte: ARAÚJO, M. A. – “Um prato diferente em seu final de semana”, Gráfica Villar, Parelhas, RN, 2011.

Momento lírico 97



NÃO É PECADO...
(Karl Fern)
Algumas verdades ditas
Podem promover tristezas
Então antes das afoitezas
De falar sempre a verdade
Avalie se não for maldade
Portar certas franquezas!

Se uma mentirinha qualquer
Não trouxer algum prejuízo
Não piorar o juízo
De um simples cidadão
Então ela vira diversão
Até eu também memorizo.

Alguém pode até não gostar
Desta minha opinião
Achar que não tenho razão
Que estou sendo leviano
Calma amigo, há um engano
Dê-me um pouco de atenção!

É que abomino a tristeza
Meu negócio é alegria
Não se trata de apologia
A algo de má consequência
Uma mentirinha com sapiência
É nobre arte de fantasia!

Momento lírico 96

 A PORTA
(Karl Fern)
Meu coração tinha uma porta
Um passadiço pra um carinho
Por quanto estivesse sozinho
Se haviam pretextos não importa
Estava sereno em pensamento
Aspirando em algum momento
Surgisse alguém de mansinho.

E por essa diminuta abertura
Sem prévio anúncio foi invadido
Por um vendaval foi sacudido
Na forma de uma linda criatura
Tomando-o de colossal paixão
Com devaneios e infinda emoção
Vestindo-me de prazer e ternura.

Adentrou e cerrou tal caminho
Não concedendo outra chance
Como personagem de romance
Transmutou da água para o vinho
Deixou-me pra sempre submisso
Cancelou adicional compromisso
Nunca mais senti-me sozinho.

Assim como a noite ama a lua
E há sempre estrelas no infinito
Nesse encanto tudo é mais bonito
É um fascínio que se perpetua
Como um brilhante raio de luz
Que ilumina e sempre me seduz
Com essa sensualidade só sua!