terça-feira, 21 de agosto de 2012

Humor - O "causo" do caminhão de coca-cola


      Contaram-me que aconteceu em Santana dos Garrotes, Sertão da Paraíba. Seu Raimundo era dono de uma bodeguinha na cidade e foi fazer umas compras em Piancó. Em Piancó ele conheceu uma novidade: um caminhão da coca-cola, vendendo o tal refrigerante que nem ele antes conhecia. Mas ao provar a tal da coca adorou e achou que seria também um sucesso em sua venda. Conversa vai conversa vem, conseguiu a promessa dos vendedores que eles passariam em Santana na quinta-feira seguinte. Seu Raimundo, querendo fazer uma surpresa para seus fregueses, não disse nada na cidade e ficou aguardando ansioso a chegada do caminhão à Santana, pela primeira vez. Chegou o dia combinado, mas o caminhão não aparecia e tome ansiedade em Seu Raimundo, que já imaginava até que o tal carro estava quebrado em virtude da péssima estrada. Já estava entardecendo quando chegou ao seu estabelecimento um antigo morador da zona rural que vinha de seu sítio lá das bandas da estrada, Seu Raimundo resolveu tomar informações.
      Seu Raimundo (perguntando impaciente): - Joca! Quando você vinha pra cá, por acaso não avistou na estrada um caminhão de coca?
      Seu Joca (meio assustado!): - Vôte Home!... Eu já vi durante esses meu setenta ano, caminhão véio, quebrado, virado, amassado, de todo jeito! Agora, de “coca” nunca vi não sinhô! E no dia que eu ver um, eu vou é correr assombrado!!!

Humor - Soletrado atual

       Por exemplo, para se ditar o nome "CARLOS" antes dizia-se assim: C de Cláudio, A de Antônio, R de Roberto, L de Luís, O de Olivia e S de Severino. 
       Hoje é assim: