sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Fraldas descartáveis: usá-las ou não!

Após seu nascimento, a camada externa da pele do bebê não está bem desenvolvida e absorve cerca de 50 produtos químicos diferentes se forem usadas fraldas descartáveis, lenços umedecidos e produtos para bebês normais.
Um dos perigos de fraldas descartáveis ​​é que todas elas contêm um pó absorvente chamado poliacrilato de sódio no interior da almofada. Quando o pó se molha, se transforma em um gel que:
1.       Pode atingir a órgãos genitais do bebê, causando reações alérgicas;
2.       Pode causar irritação grave da pele, ferindo os tecidos do períneo e escroto;
3.       Quando injetado em ratos, causou hemorragia cardiovascular e morte;
4.       Matou crianças após a ingestão de apenas 5 gramas do mesmo.
Estes são cristais pequenos, brilhantes e gelatinosos que às vezes vazam e são vistos em partes íntimas do seu bebê durante a troca de fraldas.
Fraldas descartáveis ​​ também contêm dioxina, um produto benzênico considerado como o mais tóxico de todos os produtos químicos cancerígenos. Em pequenas quantidades causa defeitos de nascença, doenças de pele, doença hepática, supressão do sistema imunológico e danos genéticos em animais de laboratório. A dioxina é proibida na maioria dos países, mas não nos Estados Unidos.
Também muitas fraldas descartáveis ​​contêm tributil de estanho, considerado um poluente ambiental altamente tóxico, penetrante através da pele e que mesmo nas menores concentrações prejudica o sistema imunológico e o sistema hormonal e especula-se que poderia causar esterilidade em meninos. Um estudo datado de 1999, concluiu que as fraldas descartáveis ​​devem ser considerados como um dos fatores que podem causar ou agravar as condições de asma.  
Fraldas descartáveis ​​podem, no mínimo:
1.       Favorecer o aparecimento de assaduras por bactérias e de amoníaco a partir da urina acumulada na fralda, fenômeno desenvolvido em mais da metade de todos os bebês estadunidenses;
2.       Causar irritação pela redução da circulação de ar e retirada da umidade natural da pele do bebê, o que pode causar irritação;
3.       Aumentar a temperatura do escroto um menino de muito acima da temperatura corporal, a tal ponto que ele pode parar os testículos de desenvolvimento normal;
4.       Causar reações alérgicas associadas com dermatite de contato por causa de certos corantes utilizados para adicionar cor às peças descartáveis;
5.       Em casos extremos de vazamentos e ingestão acidental de alguns de seus componentes químicos pelo bebê, causar até sua morte.
Portanto é aconselhável  fazer uso de fraldas de pano ou não usar fraldas nenhuma
Fonte: (Vários Sítios da NET)