quinta-feira, 2 de agosto de 2012

3 de agosto: Dia do Capoeirista

Capoeirista é o indivíduo que pratica capoeira, uma dança e luta típica do Nordeste do Brasil, em especial na Bahia. O Dia do Capoeirista, 3 de Agosto, é uma data celebrada anualmente a partir de São Paulo, pois foi nessa data que o Governo do Estado de São Paulo criou a Lei nº 4.649, em 07 de agosto de 1985 e assinada pelo Governador André Franco Montoro (São Paulo, 14 de julho de 1916 - São Paulo, 16 de julho de 1999).
A capoeira hoje é conhecida também como uma arte marcial tipicamente brasileira. Sua história começa provavelmente com o início da escravidão africana no Brasil. Ainda é motivo de controvérsia entre os estudiosos do assunto, sobretudo porque os primeiros registros confiáveis com descrições sobre sua prática, só existem a partir do início do século XIX. Alguns a defendem como angolana, tendo as suas raízes na arte marcial "Kabetula" também conhecida por "jogo da zebra" . Com a proibição colonial de lutas entre escravos, evoluiu para uma espécie de dança, que camuflava a luta em si.
Devido a sua violência, a capoeira foi proibida em 1890 e só em 1932, o Mestre Bimba, exímio lutador no ringue e em lutas de rua ilegais, fundou em Salvador a primeira academia de capoeira da história. Manoel dos Reis Machado, também conhecido como Mestre Bimba, que nasceu em Salvador, em 23 de Novembro de 1900, e faleceu em Goiânia, em 05 de Fevereiro de 1974, é considerado o criador da Luta Regional Baiana, mais tarde chamada de Capoeira Regional.
Hoje em dia, a capoeira se tornou não apenas uma arte ou um aspecto cultural, mas uma verdadeira exportadora da cultura brasileira para o exterior, presente em mais de uma centena de países em todos os continentes.

Receitas de Aparecida – 06

BACALHAU AO FORNO, COM BATATAS
Ingredientes:
1 kg de bacalhau;
1/2 kg de batatinha;
2 cebolas grandes;
2 tomates maduros;
1 pimentão;
1 colher da pequena de colorau;
1 copo de leite de coco;
2 copos de leite de vaca;
1.1/2 colher de sopa de farinha de trigo;
1 colher de sopa de manteiga;
4 ovos;
1 caixa de creme de leite;
Alho, sal, coentro, azeite de oliva e cheiro verde;
Azeitonas.

Modo de Preparo
Deixe o bacalhau de molho de um dia para o outro, sempre trocando a água (umas 8 vezes). Coloque em uma panela para ferver por 10 minutos, retire para tirar as espinhas e desfiar. Reserve em uma panela. Coloque a manteiga, o alho, as cebolas, os tomates, o pimentão e o cheiro verde em uma panela, acrescente o bacalhau e refogue. Junte o colorau, o leite de vaca e o azeite. Por último, o leite de coco. Deixe cozinhar. Desmanche a farinha de trigo e coloque no bacalhau para ficar encorpado. Finalmente, acrescente o creme e leite, experimente se está bom de sal e desligue.
Cozinhe as batatas fatiadas em rodelas, em água e sal. Bata os ovos e arrume em uma travessa, na seguinte ordem:
1º - O Ensopado pronto;
2º - As batatinhas em rodelas;
3º - Os ovos batidos.
Leve ao forno para assar até que fique dourado. Retire do forno, enfeite com azeitonas, sirva com arroz branco e salada.
Fonte: ARAÚJO, M. A. – “Um prato diferente em seu final de semana” , Gráfica Villar, Parelhas, RN, 2011.