segunda-feira, 16 de julho de 2012

Momento lírico 50


ALGUMAS TROVAS ALEATÓRIAS
(Karl Fern)

I - MULHERES
Mulheres são aquarelas
Perfeitas como as rosas,
Permanentemente belas,
Definitivamente mimosas.

II – PRINCESA
Joia rara da natureza
Singela, não tem igual
Da mais ímpar beleza
És minha princesa real

III – TEMPO DE AMOR
Os rios correm para o mar
Não voltam atrás na intenção
Não há tempo ruim pra amar
Siga o que pede o coração.

IV – O FAROL
As águas refletem a luz do sol
Um brilho de multitonalidade
Nesse mar seu olhar é um farol
Iluminando minha felicidade!

V - SUICIDA
Nesse mundo de tanta vida
De infinitos destinos na sorte
Na ausência de uma guarida
Alguns preferem a morte!

VI – SEM DISCUSSÃO
Pra gosto não há discussão
Se a morte é certa, também
Muito menos uma paixão
Que se sente por alguém!

Momento lírico 49


UM SENTIMENTO DANOSO
(Karl Fern)

Uma situação dolorosa
Causada pela suspeita
De infidelidade danosa
E de felicidade desfeita.

Esse sofrimento credita
Que a sua pessoa amada
Lhe torna a vida maldita
Desiludida ou amargurada.

Escravo da ânsia da posse
Fantasia de intento radical
Não há lógica que endosse
Esse drama vil e pessoal.

Nas histórias de romances
Quando ele está presente
Lhe empresta as nuances
De dramaticidade latente.

Palco de cenas patéticas
Cômicas, loucas, novelescas,
Ilógicas, ridículas, céticas
Ilusões de artes dantescas.

Por muitas vezes injusto
Uma atitude indecente
Resolvido a aflitivo custo,
Angustia e magoa a gente.

Traz discórdias indevidas
Sem glamour, só queixume
Induz profundas feridas
Este sentimento é o CIÚME!