domingo, 10 de junho de 2012

Momento lírico 30

 A DOR DE UM POETA (II)
(Karl Fern)

Que faz um poeta sozinho
Abandonado pela amada!
Observa perdido a enseada,
Na mente um redemoinho,
Prevê um futuro mesquinho
Pensa, pensa, não diz nada.

Sua voz permanece calada,
No olhar há desalento,
Na alma muito tormento,
A solidão campeia malvada,
Luz do dia nem é notada,
Não há brisa tampouco vento.

Quem sabe nesse tormento
Numa esperança derradeira,
Aporte em nova porteira
Que traga novo momento,
E seja um remédio bento
Pra tamanha desgraceira.

Apenas ilusão passageira
Que revolve a imaginação,
Tristeza volta ao coração
Vestígios da alegria primeira.
Que ardem em uma fogueira
De amor, dor e frustração.

A realidade da separação
Abriu-lhe enorme ferida.
E aquela imagem querida,
Hoje é penosa recordação.
E seu corpo sofre a aflição
Da perda do que foi sua vida!

Agentes de doenças nas águas contaminadas

     Os principais agentes biológicos encontrados nas águas contamina­das são os parasitas, as bactérias patógenas e os vírus.
     Parasitas são animais unicelulares que se alimentam do sangue de outro. Nascem e/ou crescem e/ou se reproduzem em outros corpos. Em geral são protozoários, vermes ou fungos. São exemplos de doenças conhecidas em nossa região:
-          provocadas por protozoários ® as amebíases, tricomonas, en­tre muitas outras;
-          provocadas por vermes ® amarelão, lombrigas, solitária, esquistosomose, etc;
-          por fungos ® Micoses em geral (pé de atleta, candidíases, algumas dermatoses, etc.)
     Bactérias são parasitas unicelulares que constitui a classe dos esqui­zomicetos e cujos ti­pos morfológicos fundamentais são os cocos, os bacilos e os espirilos. As bactérias patógenas encontradas na água e/ou alimentos, consti­tuem uma das principais fontes de morbidade e mortali­dade em nosso meio. São os responsáveis pelos numerosos casos de enteri­tes, diarréias infantis e doenças epidêmicas com re­sultados frequentemente letais. Exemplos de doenças bastante conhecidas e que podem vir de águas contaminadas por bactérias: leptospirose, tifo, febre tifóide, cólera, difteria e várias doenças nos olhos e na boca.
     Vírus são diminutos agentes infecciosos, invisíveis, com algumas exceções, pela microscopia óptica, e que se caracterizam por não terem metabolismo independente e terem capacidade de reprodução apenas no interior de células hospedeiras vivas. Os vírus mais comumente encontrados nas águas contaminadas por dejetos humanos são os da hepatite infecciosa e da poliomielite.
     OBS: morbidade é a capacidade de produzir doença em uma pessoa ou em um grupo delas.
Fonte: NOTAS DE AULAS (http://www.dec.ufcg.edu.br/saneamento/)

Momento lírico 29



ASSIM É A VIDA

(Karl Fern)
Não há tristeza maior
Que o fato de ser enganado
Senti o coração magoado
Virtualmente transpassado
Sofrendo imensa dor.

Da alegria perene
Sem a alma preparada
Alguém lhe troca por nada
Lhe abandona na estrada
Lhe dá um “Não” solene.

De repente tudo muda
Alega graves sofrimentos
Contorna seus argumentos
Alega profundos sentimentos
Fingido “Deus me acuda!”.

Em inocência propenso
O apaixonado resiste
Explica o que não existe
A frieza oposta persiste
Ele sucumbe ao bom senso.

Resta como um lenitivo
Guardar em seu coração
Momentos de emoção
Vividos em forte afeição
Agradecer em definitivo.

Assim a vida se desloca
Com alegrias e tristezas
Aproveitando as belezas
Seguindo as correntezas
Conforme a música toca.

Enfim isso é passado
Apenas feliz lembrança
Uma venturosa esperança
Concebendo mais confiança
Em futuro bem-aventurado.