sexta-feira, 25 de maio de 2012

Poema do pinguço (*)


Pra curar uma paixão, beber pinga com limão!
Pra curar uma amargura, beber pinga sem mistura!
Pra curar um sofrimento, beber pinga com fermento!
Pra esquecer um falso amor, beber pinga com licor!
Pra acalmar o coração, beber até cair no chão!
Pra acertar no jogo do bicho, beber uma no capricho!
Pra ganhar na loteria, beber pinga na bacia!
Pra viver sempre feliz, beber pinga com raiz.

Contra falta de carinho: cachaça, cerveja e vinho!
Contra dor de cotovelo, beber cachaça com gelo!
Contra solidão ou tédio, pinga é um santo remédio!
Contra qualquer desgraça, meta a cara na cachaça!
Contra o frio do São João, não esqueça o quentão!
Contra uma gripe cruel: pinga com limão e mel!
Contra falta de dinheiro, insista em ser cachaceiro!
Contra o fim da bebedeira, beba outra saideira!

Se alguém lhe engana, encha a cara de cana!!!
Se brigar com a namorada, beber pinga misturada!
Se brigar com a mulher, beber pinga na colher!
Se sua mulher é bacana, leve-a pra tomar cana!
Se der amor e não receber, misturar todas e beber!
Se alguém te faz sofrer, beber para esquecer!
Se não tiver o que fazer, o remédio é beber!!!
Se sentir falta de sorte, beba pinga até a morte!!!

(*) Adaptado da obra de um ilustre, desconhecido e anônimo poeta e... cachaceiro!!!

Momento lírico 21



OTIMISMO (Karl Fern)

Tudo na vida muda, é passageiro
Nunca vou guardar alguma dor
Nenhum passo é o derradeiro
Tudo é possível se preciso for.

As frustrações da deslealdade
São esquecíveis, é só querer
Mais vale buscar a felicidade
A ficar no ódio ou no desprazer.

Não insisto no que não me serve
Não vivo pra ser vago ou triste
Cultivo a dádiva da minha verve
Sigo crendo que Deus existe.

Dos idos somente boas lembranças
As más há muito eu já esqueci
Hoje gozo de minhas andanças
Ao futuro irei como sempre vivi.

Se for preciso eu até chorarei
Mas logo esquecerei as dores
Que a vida é curta, isso eu sei
Então por que não ser de amores?

Eu tenho o direito ao pranto
Pra desafogar qualquer mágoa
Desvanecer algum desencanto
Verter tristezas em gotas d’água.

Deus dar-me-á o que mereço
Por isso faço a minha parte
O que é bom eu não esqueço
O que é mau dou um descarte.

Uma aura de luz há de acompanhar
Quem só tem amor no coração
Será bem mais fácil de caminhar
Sabendo distinguir cada emoção.

Visões noturnas de Campina Grande

Campina Grande, mais linda do que nunca!
Quem nasce aqui não vai deixar de amá-la!
Quem chega aqui não quer sair nunca mais!
Quem a conhece não a esquecerá jamais!

Somos a THC, escritório de engenharia


Eu com Túlio e Hamilton, meus dois sócios na “THC Execução e Projetos de Engenharia Ltda”, rua Félix Araújo, 100, Sala 02, Centro, Campina Grande, Paraíba.
CEP 58400-078
Fones: 83 3321 5908 / 83 8840 1324