sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Carrada de algodão

Esta fotografia é a verdadeira bandeira de uma era. Só quem se criou no sertão do Seridó ou Cariri paraibano, tem mais de 40 anos de idade (é o meu caso!), plantou no seco, cultivou com arado puxado por boi manso, limpou mato com enxada, pisou ser ver em cima de buraco de formiga preta ou alemã (arre diabos!), apanhou algodão no meio do carrapicho e o carregou no lençol de se cobrir à noite pra dormir, pesou e ensacou o mesmo algodão mocó em saco de estopa, sabe o enorme simbolismo que ela traz!
Quem fez isso lembra-se que ainda bem que sempre tinha um potinho com água friinha debaixo de um juazeiro, estrategicamente colocado nas proximidades. As vezes ainda tinha um pedaço de rapadura... Dava-se uma suspirada, podia até dar um arrotinho ou soltar um... deixa para lá...
Não é, mas lembra o caminhão do meu saudoso Tio Dedeca, carregado de algodão, saindo lá do sítio São Roque e eu lá em cima, morrendo de contente porque ia pra “rua” de carro. Era assim mesmo, a gente chamava a cidade de “rua”, no caso Jardim do Seridó!
Foto:  CULTURA CARIRIZEIRA

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Momento lírico 101

Ô MISERÊ...!
(Karl Fern)

Saudade é bichinha danada
Que esperneia dentro do peito
Deixa a cabra meio sem jeito
Querendo fazer o que num pode
Enquanto seu juízo se sacode
Deixando a cabeça abilolada.

A vontade mete a gente agoniada
Incana um farnizim da mulesta
Num tem cachaça, num tem festa
Pru mode essa infeliz se mandar
E o nego pode chegar a se lascar
Afundar numa roedêra infadada.

A peste dêxa os nervo atacado
Faz o cristão ficar mulambento
Pra baixo feito rabo de jumento
Aperriado do bucho e dos intestino
Se quêxa feito macambuso menino
Desinxabido e de banzo arriado.

Pense num miserê encardido!
Parece mandinga jogada na gente
Ela chega assim bem de repente
Num cabra que se dizia ser machão
Pensava ter aquilo roxo e, então,
Fica ferrado, imbruiado e desvalido.

Se se sabe que o má inda tem cura
A sua amada um dia pode vortar
Com certeza que até dá pra aturar.
Mais se o causo num tem solução
Meu Deus! Que será do cidadão?
Tenha dó dessa coitada criatura!

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Biografias de brasileiras - 10

Helena Meirelles, a dama da viola (1924 - 2005)
Instrumentista brasileira nascida na fazenda Jararaca, que ficava na estrada Boiadeira, que liga Campo Grande ao porto 15 do Rio Paraná, divisa com o estado de São Paulo, considerada a melhor violeira do mundo. Filha do boiadeiro paraguaio Ovídio Pereira da Silva e da mato-grossense Ramona Vaz Meirelles, apesar de nascer e crescer em uma época em que a viola era um instrumento proibido às mulheres, seu mundo não existiria sem esse instrumento. Cresceu rodeada de peões, comitivas e violeiros pantaneiros. Aprendeu a tocar sozinha e escondida, fugiu de casa aos 15 anos e teve o primeiro filho aos 17, de seu primeiro marido, com quem teve mais dois e viveu 8 anos.
Começou a surpreender desde jovem quando chegava e tocava até de graça em festas, bailes e bares de Mato Grosso do Sul e no interior oeste do Estado de São Paulo. Sua música seguiu os ritmos de sua região, com influências paraguaias, entre eles, chamamé, rasqueado e polca. Reconhecida pelos sul-mato-grossenses como expressão das raízes e da cultura da região, começou a ser divulgada fora de sua região, quando foi apresentada (1980) por Inezita Barroso no seu programa Mutirão, na rádio USP de São Paulo, tocando ao vivo e mostrando seu trabalho. Depois a mesma Inezita apresentou a violeira em seu programa de música caipira Viola, minha viola, na TV Cultura. Depois dessas oportunidades, gravou uma fita, mas não recebeu atenção dos diversos meios de comunicação onde tentou a divulgação. Na década seguinte (1992), teve nova oportunidade ao se apresentar ao lado de Inezita Barroso e da dupla Pena Branca e Xavantinho, no Teatro do Sesc, em São Paulo.
Porém, como muitas vezes acontece, o reconhecimento da violeira veio de fora do Brasil. Tudo começou quando um seu sobrinho enviou para uma revista especializada norte-americana, uma fita com gravações feitas de maneira praticamente amadora. Assim, no ano seguinte, aos 69 anos, a revista estadunidense Guitar Player a escolheu como Instrumentista Revelação do Ano, com o Prêmio Spotlight (1993). Foi um extraordinário prêmio par quem injustamente antes não obtivera o merecido reconhecimento em seu país, talvez por puro preconceito contra sua arte. Desde então passou a ser observada e valorizada por onde passou, tendo inclusive, no mesmo ano participado de um grande show em São Paulo com a dupla Tonico e Tinoco e, nos anos seguintes, gravou vários cd's. Aos 81 anos, esteve internada na Santa Casa de Campo Grande, Estado do Mato Grosso do Sul, por dez dias com pneumonia crônica nos dois pulmões, recebeu alta e, dois dias depois, morreu em casa, vítima de uma parada cárdio-respiratória, tendo seu corpo sido velado no cemitério Parque das Paineiras, na avenida Tamandaré.
Ela tocava também bandolim, rebeca e violão, mas foi com a viola que ela consagrou-se e revelou os encantos musicais de uma região de um país musical, dedicando a vida inteira ao som do mato e traduzindo a alma do pantaneiro. Casou uma vez, depois viveu com vários parceiros seguidamente e teve onze filhos.
Fonte: SÓ BIOGRAFIAS (http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/)

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Receitas de Aparecida – 17

CREME DE MILHO COM FRANGO
Ingredientes:
- 02 peitos de frango;
- 3 dentes de alho;
- 1/2 pimentão;
- 3 tomates e 1 limão;
- 100g de azeitonas verdes sem caroço;
- 2 latas de milho verde;
- 2 caixas de creme de leite;
- sal a gosto, óleo e queijo de coalho ralado.
Modo de preparo:
Tempere os peitos de frango com o alho e o limão e um pouco de sal, deixando pegar o tempero por 10 minutos. Depois refogue a cebola até dourar e a seguir, coloque o tomate e o pimentão. Quando o molho estiver grosso, coloque o peito de frango para cozinhar até ficar macio. Depois de cozido, desfie o frango e coloque no refratário-pirex médio. O molho que ficar vai ser batido no liquidificador e depois passar pela peneira. Em seguida, coloque tudo por cima do frango desfiado e misture. Pegue as 2 latas de milho verde com as caixas de creme de leite e bata no liquidificador e coloque por cima do frango. Por cima acrescente as 100gramas de azeitonas verdes sem caroço, o queijo ralado e leve ao forno até ficar gratinado com o queijo ralado. Esse creme é apropriado para se comer com arroz branco.
Fonte: ARAÚJO, M. A. – “Um prato diferente em seu final de semana”, Gráfica Villar, Parelhas, RN, 2011.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Sexo x Saúde

A atividade sexual faz bem tanto para o homem como para a mulher, pois libera uma série de substâncias que contribui para a saúde! A prática sexual sustenta a autoestima, fazendo bem ao corpo e à mente. Fazer sexo ativa alivia dores, melhora o sono e estimula a longevidade. A pessoa que tem uma vida sexual ativa cuida mais dela mesma, investe no físico, se produz, cuida da saúde e da beleza.
A cada dia, os cientistas descobrem novos efeitos desta reação orgânica que, além de melhorar as emoções, faz muito pela sua saúde. Porém, apesar de proporcionar prazer e qualidade de vida, sabe-se que 70% dos brasileiros fazem menos sexo do que dizem. Portanto, se a ciência e os especialistas andam confirmando os benefícios que uma vida sexual ativa trazem ao corpo, então vamos saber o que dizem eles. Confiram as oito principais consequências boas do sexo:
1.       Enxaqueca - O orgasmo libera substâncias, como as endorfinas, que atuam no sistema nervoso,  aliviando a dor, relaxando a musculatura e melhorando o humor. Portanto, quando seu ou sua parceir(o/a) reclamar, dizendo que não quer sexo porque está com dor de cabeça, diga-lhe carinhosamnte que você tem um remedinho bacana; 
2.       Pele - Fazer sexo, principalmente no período da manhã, é um poderoso aliado da beleza para manter a juventude. Alcançar o orgasmo aumenta os níveis de estrogênio, testosterona e de outros hormônios ligados ao brilho e a textura da pele e dos cabelos. Em algumas pessoas, ocorre uma vasodilatação superficial dos vasos, aumentando a temperatura e, com isso, a pele ganha uma aparência mais viçosa, e o brilho natural dela fica em destaque. Portanto se sua parceira logo cedo começar a lhe excitar, então ela deve ter lido essa matéria (!);
3.       TPM - Não é uma regra, mas acontece com algumas mulheres. Os movimentos realizados durante o sexo estimulam os órgãos internos, que ficam mais relaxados e, com isso, há diminuição das dores que incomodam seu bem-estar nos dias antes da menstruação. Mas há mulheres que, na fase pré-menstrual, não têm disposição para o sexo e forçar a barra pode ser pior;
4.       Sono - O relaxamento que o orgasmo traz contribui para que você durma melhor, e não apenas no dias em que houver sexo. A reação tem efeito prolongado, devido a ação dos neurotransmissores que passam a agir no seu organismo com mais regularidade e numa quantidade maior;
5.       Estresse - O orgasmo não é um remédio calmante, mas como parte de uma relação afetiva que traz prazer, os níveis de estresse tendem a diminuir não só pela estabilidade emocional, mas também porque os chamados hormônios do estresse, como o cortisol, apresentam atividade reduzida;
6.       Riscos de infarto - O sexo frequente pode reduzir o risco de infartos fatais e de derrames;
7.       Queima calorias - A atividade sexual pode ser um ótimo exercício para o corpo. Isso porque meia hora de sexo queimam, em média, 85 calorias. Portanto, faça de sua cama uma academia;
8.       Imunidade - Uma vida sexual ativa aumenta os níveis de um anticorpo conhecido como IgA, responsável pela proteção do organismo de infecções, gripes e resfriados.

Por Minha Vida - publicado em 10/08/2010

domingo, 25 de novembro de 2012

Alerta: Uso racional da água

Já é um lema mundialmente conhecido: “Sabendo usar não vai faltar”! Por causa da estiagem, em nossa região o problema pode se tornar mais grave sem o entendimento racional da população. Só com sua colaboração é que será possível evitar que a água seja desperdiçada e futuramente o abastecimento não entre em colapso. A seca poderá se tornar mais agressiva se a população não deixar de gastar água sem a preocupação de que ela possa faltar no futuro.
Alguns procedimentos são necessários para reduzir este desperdício. Regar o jardim à noite, não utilizar mangueira para lavar veículos e calçadas, verificar as instalações hidráulicas da residência e fechar a torneira enquanto se lava frutas, verduras e pratos são medidas que podem não apenas reduzir o valor na conta de água, mas também o desperdício. Ou seja, além de poupar o orçamento, o combate ao desperdício é um dos fatores mais importantes para que em época de estiagem, como a que a Paraíba enfrenta, o abastecimento não seja prejudicado.
Dicas para economizar água:
1. Banho rápido - Se você demora no banho, você gasta de 95 a 180 litros de água limpa. Banhos rápidos (de no máximo 15 minutos) economizam água e energia. Economize mais de dez litros de água fechando o chuveiro no momento em que estiver se ensaboando;
2. Escovando os dentes e fazendo a barba - Se a torneira ficar aberta enquanto você escova os dentes e faz a barba, você gasta você gasta até 25 litros de água. Então, o melhor é primeiro escovar e depois abrir a torneira e, assim, economizar mais de dez litros de água por dia;
3. Torneira fechada - Torneira aberta é igual a desperdício. Com a torneira aberta, você gasta de 12 a 20 litros de água por minuto. Se deixar pingando, são desperdiçados 46 litros por dia;
4. Descarga - Uma descarga chega a utilizar 20 litros de água em um único aperto! Então, aperte a descarga apenas o tempo necessário (Faça como eu: Tiro a tampa e puxo o “arame” o suficiente para descarregar!);
5. Lavando louça - Ao lavar louças, não deixe a torneira aberta o tempo todo (assim você desperdiça mais de 20 litros por cada lavagem de louças da refeição). Primeiro passe a esponja e ensaboe e depois enxágue tudo de uma só vez;
6. Lavando o carro - Lavar o carro com uma mangueira (Isso é um crime!) gasta entre 500 e 600 litros de água em 30 minutos. Quando precisar lavar o carro, use balde e flanela ou estopa;
7. Mangueira, vassoura e balde - Ao lavar a calçada não utilize a mangueira como se fosse vassoura (Isso é outro crime!). Utilize uma vassoura de verdade e depois jogue um balde d’água e, assim, você economiza até 250 litros de água por lavagem de 10 metros de calçada;
8. Jardim - Regando plantas você gasta cerca de 186 litros de água limpa em 30 minutos. Para economizar, guarde a água da chuva e regue sempre à noite, reduzindo perdas de que a água por evaporação;
9. Aquário - Quando for limpar o aquário, aproveite a água para regar as plantas. Esta água está enriquecida com nitrogênio e fósforo, o que faz muito bem para as plantas;
10. Pressão política - Não adianta só economizar: é preciso brigar por políticas que cuidem dos rios e lagos e garantam água potável para todos.
Um último aviso:
NÃO É PORQUE VOCÊ É RICO E PODE PAGAR A CONTA
QUE A ÁGUA NÃO PODERÁ FALTAR PARA TODOS!

sábado, 24 de novembro de 2012

Momento lírico 100

TU...
(Karl Fern)

Tens a sóbria graça das ninfas
A beleza da mitológica Atena
O perfume da rosa açucena
A pureza poética das linfas.

És a aurora no vasto roseiral
O lirismo das flores no viço
Essência d'um romântico feitiço
Uma escultura helênica virginal.

Ponto cardeal da minh’alma
Tênue luz de brilho magistral
Emanada de dourado castiçal
Uma brisa que sopra e acalma.

Escultura virtuosa e angelical
Cascata brilhante de diamantes
Harmônicas efigies sussurrantes
Chama preciosa de tez sensual.

Catedral de sonho e ansiedade
Tela clássica de estelar pintura
Sensação de ingênua candura
És o doce desfile da felicidade.

Momento lírico 99

PRAZER DE AMAR
(Karl Fern)

Nada nesse mundo é mais fascinante
Que amantes em seu leito de amor
É um misto de improviso sedutor
Com um ritmo teatral atordoante
Derretendo-se num prazer alucinante
Uma soma de contatos de improviso
Num gestual instintivo e impreciso
Instantes que valem uma eternidade
Sem limites pra buscar a saciedade
E todas as loucuras que for preciso.

São vultos flutuando em desejos
Num universo de sonhos para dois
Sem espaços pra pensar no depois
Segredos revelam-se nos ensejos
Sem concebíveis ou plurais pejos
Imagens de ternura e sensualidade
Mergulhados em mútua felicidade
Imunes aos vislumbres externos
Suplicantes de carinhos eternos
Imersos num frenesi de ansiedade.

Na nudez dos entes em injunções
Nos toques de mãos dedilhantes
O pulsar de corações ofegantes
Palpitantes e vibrantes emoções
Curvas que delineiam sensações
Impulsos que se evocam em lirismo
Fantasias eufóricas sem casuísmo
Pontas dos seus dedos se tateiam
Sons incontroláveis se permeiam
Em insanas odes de romantismo.

Esquecidos em júbilos ilimitados
Quedados na singeleza dos sentidos
Corpos permanecem entorpecidos
Bocas sugando orvalhos encantados
Passeando nos cantinhos excitados
Sem limites de verossímeis atitudes
Envoltos em preciosas inquietudes
Perdidos em genuína fascinação
Imagens em romântica encenação
Espectro vital de mimosas virtudes.

Ativas cenas de languidez e ternuras
Brilham humores na pele umedecida
O insólito cheiro da pélvis aquecida
Confiança de apaixonadas criaturas
Desejosos de perfeitas aventuras
Prazer em intenso deslumbramento
De êxtase e de cândido encantamento
É o amor em toda idílica intensidade
Saciando-se de cobiçada sensualidade
Num clímax do incólume sentimento.

Na saciedade de volúpias das libidos
Deliciam-se nas energias consumidas
Das cálidas impetuosidades vividas
Restam seres frágeis e enternecidos
Mitigados, convulsos e embevecidos,
Extenuados por prazeres exultantes
Na letargia dos tremores suspirantes
Envolvidos nos perfumes dogmáticos
Semeados pelos fluidos aromáticos
Emanados de seus corpos flamejantes! 

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Dieta: light ou diet?


Na hora do supermercado ou mesmo do lanche muita gente acha que se o alimento  for light ou diet pode comer mais que não vai atrapalhar a dieta. Mas isso pode ser um engano fatal para a perda de peso. É importante saber que rótulos do tipo light ou diet não servem como justificativa para exageros.
Alimentos diet geralmente são isentos de açúcar, sódio ou proteínas. Para compensar a falta de açúcar, por exemplo, adiciona-se uma maior quantidade de gordura, para conservar o sabor. Assim os alimentos considerados diet são quase sempre mais calóricos que o normal, não sendo, portanto, indicados para perda de peso.
O mesmo vale para os alimentos light, que podem ter uma redução de calorias, açúcares, gorduras, sódio ou outro nutriente em relação ao produto original. No entanto, a diferença calórica entre um produto e outro pode ser muito pequena e o sabor pode ser compensado aumentando a quantidade de outros componentes.
O importante é consumir o produto em porções pequenas, seja normal, light ou diet, e ler o rótulo com atenção para verificar qual o componente está isento ou reduzido naquele produto. Ao ler um rótulo, é preciso ir além da leitura das calorias totais. É preciso avaliar a composição deste alimento no que se refere às gorduras, sódio, fibras, carboidratos e proteínas. Pode ser que as calorias não sejam muitas, mas há o predomínio de gorduras de má qualidade nutricional no alimento e isso deve contar na decisão.
Fonte: MINHA VIDA 13/11/2012 (http://www.minhavida.com.br/alimentacao/ )

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Sobre a fotografia

Um dos gestos mais comuns no cotidano atual é o de fotografar. A foto é um registro, uma prova que você esteve naquele instante, naquele lugar. O tempo passa e a fotografia fica como um documento de sua vida, na sua historia. Inicialmente eram monocromáticas, à chamada foto preto e branco, com o tempo chegou a que hoje chamamos foto colorida, com as cores iguais e reais, e as câmeras chegaram a era digital e massificou o uso da fotografia. Melhor ainda: hoje se pode guardar as suas fotos em um DVD, e no seu próprio computador e, assim,  elas não ficam mais envelhecidas.
A primeira fotografia reconhecida é atribuída ao físico francês nascido em Chalon-sur-Saône,  Joseph Nicéphore Niépce (1765-1833). Considera a primeira fotografia conseguida no mundo, a foto foi tirada no verão de 1826, da janela de sua casa e encontra-se preservada até hoje. Por isso é historicamente considerado o inventor da fotografia. Ele conseguiu relacionar a imagem realizada com luz e uma câmera escura e a fixar uma imagem permanentemente. Contudo, a invenção da fotografia não é obra de um só autor, mas um processo de acúmulo de avanços por parte de muitas pessoas, trabalhando, juntas ou em paralelo, ao longo de muitos anos. A sua história da fotografia é contada desde 350 a.C., na Grécia antiga, quando se tem os primeiros estudos sobre  o fenômeno da produção de imagens pela passagem da luz através de um pequeno orifício.
O célebre matemático e astrônomo árabe nascido em Basra, Alhazen ou Abu Ali al-Hasan Ibn al-Haytham (965-1039), descreveu um método de observação dos eclipses solares através da utilização de uma câmara escura. Em meados do segundo milênio já se conhecia o escurecimento dos sais de prata e de formação de imagens efêmeras e o grande problema era fazer com que essas imagens se tornassem permanentes.
Coube ao arqueólogo inglês William Henry Fox Talbot (1800-1877), em 1841, apresentar o calótipo, processo mais eficiente de fixar imagens através da revelação de um negativo. O processo é utilizado até os dias de hoje e foi a primeiro passo efetivo para o desenvolvimento da fotografia moderna.
Fontes: 
2.        SÓ BIOGRAFIAS (http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/ClaFANSV.html)

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Humor: O "causo" do homem-cão



Meu colega Marco Aurélio contou que certa vez na casa de um seu antepassado distante apareceu um homem em verdadeiro estado de miséria, pedindo comida e aceitando qualquer tipo de trabalho. Seu parente, comovido, deu-lhe comida, mas não disse que não tinha emprego pra ele. Ele muito agradecido já ia saindo quando avistou a casinha do cachorro lá no canto do muro, mas não vendo cachorro nenhum perguntou se não tinha cachorro na casa. Com a negativa ele de imediato se ofereceu pra ficar no lugar. Queria apenas um cantinho pra focar e ter o que comer.
O hoje falecido parente de Marco não queria, mas ele insistiu tanto que o dono da casa teve dó e resolveu aceitar a ideia pra ver o que acontecia. E não é que o rapaz se acomodou na casinha e durante a noite ainda dava umas voltas em torno da casa dando uns latidos que era, segundo ele, para os ladrões pensarem que havia realmente cachorro ali.
E o dono da casa foi se acostumando e o “cachorro” também assumindo aquela “vida de cão”! Um certa noite o “cachorro” não latiu e o dono da casa achou que finalmente o seu “estranho empregado” tinha se cansado daquela vida e tinha ido embora. Logo cedo foi até a casinha do cachorro e para sua imensa surpresa, o rapaz-cachorro estava morto (envenenado!): TINHA COMIDO UMA “BOLA”!...

Dor de cabeça


Quando o assunto é dor de cabeça, a grande maioria, infelizmente, costuma procurar atendimento médico apenas quando ela aparece com crises intensas e, principalmente, muito frequentes.  Cerca de treze milhões de brasileiros apresentam esse desconforto diariamente e automedicar-se e não procurar um médico ainda são os erros mais comuns.
Mudar os velhos hábitos é o primeiro passo para acabar com o incômodo. É preciso preciso descobrir quais fatores estão relacionados ao aparecimento das crises. Estresse físico e emocional, barulho, luminosidade excessiva, dormir pouco, jejum prolongado, consumo excessivo de álcool, gorduras, sedentarismo: todos esses são apenas alguns dos motivos mais comuns para que a dor de cabeça apareça.
O uso excessivo de analgésicos, sem prescrição médica, pode transformar uma dor de cabeça esporádica em crônica, ou seja, quase diária. Quanto mais se toma analgésicos, menos efeito eles fazem, o que pode levar a pessoa procurar remédios mais potentes, ou aumentar sua dose. O uso demasiado de medicações analgésicas é hoje a principal causa da enxaqueca crônica.
Deve-se prestar atenção na dor e se a frequência dela não passar, procurar um médico especialista, em geral neurologista, pois dor é sinal de doença, que alguma coisa não vai bem. É um alerta de que algo está fora de ordem no seu corpo e eliminar esse sinal com analgésicos pode trazer consequências indesejadas.
Alimentação adequada, o exercício físico regular e mudanças de hábitos são tratamentos comuns contra a dor de cabeça crônica. Nunca pense que o melhor é esperar a dor de cabeça passar.